Participe do SIM. Semana do Imaginário Materno!


Fotógrafa newborn faz sessões remotas para as clientes

A fotógrafa Kelsey Enns atua em Saskatoon no Canadá. Ela é fotógrafa newborn e de família e foi impactada diretamente pela pandemia. A alternativa encontrada por ela foi tema de matéria no portal da Global News. A primeira sessão ela fez justamente para uma cliente que não tinha sido atendida por conta de um trabalho agendado que teve que ser cancelado. A fotógrafa contou para o canal que ficou emocionada porque percebeu que não poderia fazer as fotos. Foi por essa sensação de não saber o que fazer para atender a cliente que Kelsey pensou no ensaio à distância. A sessão newborn assistida por videoconferência foi feita. Com a fotógrafa assistindo os pais remotamente quanto a questões como poses e iluminação. Ela usou o Messenger do Facebook para que todos pudessem ver tudo ao mesmo tempo. Segundo a fotógrafa os pais curtiram a experiência. Depois Kelsey pegou os arquivos para poder editar tudo com o estilo dela. Essa edição profissional é cobrada.

Depois de ajudar os clientes por videochamada, o fotógrafo Kelsey Enns edita profissionalmente as imagens não processadas.

 

 

A mãe da criança, Mandy Gudelot, disse que tudo funcionou bem para as fotos do segundo filho, Callum. Como ela tinha fotos newborn do primeiro filho queria fazer do segundo também. “Foi muito profissional. É claro que as poses, iluminação e a edição com as quais Kelsey nos ajudou tornou tudo perfeito” disse Mandy sobre o trabalho. De acordo com a mãe, tudo foi diferente porque eles tiveram que participar e que dessa forma a lembrança acaba sendo distinta. No caso dessa mãe em especial tinha uma câmera profissional em casa da família. A fotógrafa enviou um portador para buscar o cartão de memória. De todo esse processo, Kelsey criou um produto. Ela oferece um pacote de direção por vídeo para os pais. Algo que envolve o treinamento ao vivo e ainda empresta o equipamento para que os pais fotografem os bebês. Tudo devidamente higienizado antes de chegar para os clientes fotografarem. E que toda a entrega é feita sem contato algum. Todas as configurações, a lente correta, tudo ajustado para os pais só ligarem e com o mínimo de necessidade para os pais de terem que mexer na câmera. Resultado: são quatro sessões reservadas para as próximas semanas. A fotógrafa disse que vai continuar com a iniciativa mesmo que as autoridades liberem as sessões presenciais.

Callum Gudelot, de seis dias, mantém as mãos com a mãe e o pai.