Fotocabines 3 meses atrás | Redação

O mercado por trás das fotocabines

Fornecedores de insumos e equipamentos falam sobre suas percepções e lançamentos para o setor

por Revista FHOX
Stock/fotografixx

De um lado, o mercado de cabines vem despertando cada vez mais investidores e novos empresários. Do outro, consequentemente, quem acaba elevando números de vendas, produtos e serviços são os fornecedores que estão nos mais variados segmentos fotográficos.

Para se ter completa uma cabine ou um totem são necessários alguns itens básicos, como boas câmeras, impressoras rápidas, softwares avançados, papéis fotográficos e até acessórios de festas. E é aí que marcas como Canon, DNP, HiTi, Fujifilm, Kodak, Playtix, Epson entre outras, vão consolidando ainda mais seus espaços.

Em um cenário atraente, tanto no Brasil quanto no exterior, essas empresas ganham destaque por oferecerem soluções práticas para quem deseja investir na fotografia de cabine para eventos e festas. Prova disso são as diversas atualizações de produtos e serviços que elas buscam para atender o meio.

Para Douglas Cho, da BM Works, representante da DNP na Grande São Paulo, o setor de cabines é um bom lugar para se investir e trabalhar, com a possibilidade de obter retornos rápidos e consideráveis. Por isso sua expansão se dá com facilidade. Porém, para que haja resultados, além de bons parceiros, o empresário frisa que é preciso ter visão de mercado.

Para Valentino Mello, analista de produtos da Canon, o interesse do brasileiro por cabines surgiu, principalmente, por conta dos eventos festivos no País.

“Acreditamos que esse segmento está muito relacionado com a cultura brasileira e suas festas. Sem contar que inovar na área da fotografia é sempre algo muito bem-vindo”, explica. Entre os equipamentos que a Canon apresenta para a indústria de cabines e totens estão câmeras e impressoras”.

“Diferente de outras soluções, nossa impressora Selphy CP1300 é super compacta, o que acaba facilitando a portabilidade. Somada com nossas câmeras de alta qualidade, o resultado que entregamos é incrível. Sem contar que nossa cabine funciona sem a necessidade de energia elétrica, o que permite a utilização ao ar livre como em parques, por exemplo”, diz.

Buscando ser referência para a atividade, a HiTi, por exemplo, lançou a impressora HiTi P525L, uma das mais requisitadas para eventos hoje. Vinicius de Oliveira, gerente de marketing da Guaraci Digital, distribuidora oficial da HiTi no Brasil, explica que para atender aos interessados na área, é essencial buscar por inovações. Em breve, a marca irá lançar uma impressora que faz fotos 10×15 em 3 segundos.

“É um mercado muito promissor, que cresce a cada ano. Hoje em dia não só os fotógrafos investem no ramo de cabine, pois as pessoas enxergaram essa oportunidade de renda extra e estão migrando para o segmento. A HiTi sempre está inovando e buscando o aperfeiçoamento dos produtos para atender todas as necessidades”, conta.

Já entre as empresas que vendem soluções e tecnologias interativas para cabines está a Playtix. Ela possui monitores, totens touch screen, molduras touch, telas de projeção e até lousas interativas.

Parte importante do funcionamento de uma cabine, a tecnologia ainda é um desafio, mas vem sendo cada vez mais estudada, embora não existam estímulos para isso no País, segundo Maicon Albuquerque, diretor executivo da empresa.

“No Brasil é desafiador, pois não temos incentivos de fácil acesso para desenvolvermos a tecnologia. Mas mesmo assim corremos atrás. Na área de cabines atuamos mais como fornecedor de hardware para os fabricantes das mesmas”, explica Albuquerque.

Já Mello afirma que apesar do mercado da fotografia estar um pouco saturado, não há nada melhor do que buscar soluções diferenciadas para chamar a atenção de clientes em potencial. “Vamos nos
dedicar para que esse mercado de cabines cresça, especialmente para os fotógrafos”, diz.

O que não dá para ignorar é o potencial de crescimento. O que pode ser explicado facilmente pelo número de eventos corporativos e sociais no Brasil. Com oportunidades ainda não atendidas completamente em shoppings, parques de diversão, casas de espetáculos, estádios e até mesmo no varejo tradicional. Atender essa demanda inexplorada vai depender dos empreendedores da fotografia. O que é uma boa notícia para o mercado fotográfico.

Nos dias 30 e 31 de julho acontece em São Paulo o Cabine PhotoShow 2019. Evento voltado para fotocabines e fotografia de eventos. Confira mais clicando aqui!