Fotocabines 1 ano atrás | Leo Saldanha

O cenário da fotocabine: só depende de criatividade e custa pouco

Separamos as diferentes formas que uma fotocabine pode ter e a média de investimento para obtê-las

por Revista FHOX

No último post falamos que o mercado de fotocabine tem diferentes estilos e conceitos. Outra coisa que vem ocorrendo, aqui e lá fora, é a expansão de cabines em lugares inusitados. Para isso sobram exemplos. Por isso, resolvemos listá-los em um único texto para te ajudar a entender o cenário. Confira:

Cabine na Kombi – pode ficar na frente do restaurante, fora do buffet ou em um festival ou evento externo. As cabines em Kombis e veículos já são uma realidade aqui e lá fora. No caso, o veículo se torna a cabine. As pessoas entram em uma Kombi por exemplo e fazem as fotos lá dentro.

Fotocabine na bike – outra novidade são carrinhos ou bicicletas com o serviço acoplado. A cabine é ao ar livre e o usuário faz as fotos e leva impressões ali na bicicleta. Esse mercado já existe com exemplos no Brasil e ainda mais acessível como modelo de negócio.

Lambe-Lambe digital – o fotógrafo andando pela festa com uma impressorinha e gerando cliques e fotos impressas na hora. Existem formatos assim em parques pelo Brasil e funciona como uma evolução dos antigos lambe-lambe analógicos. Aqui a venda é avulsa (por foto), mas também poderia ser com um pacote fechado anteriormente e até usando Instax para gerar fotos na hora.

fotocabine
Foto: ivandan/IStock

Fotocabine temática – Um exemplo são as  cabines em eventos de pet ou em petshops. As cabines podem ser adaptadas por temas ou segmentos, não importa qual sejam. Deve ser por isso que vemos fotocabines em lojas das mais variadas e com propostas criativas e diferenciadas. As cabines avançam em lojas de roupas para que a cliente faça a foto com aquela peça e leve a lembrança mesmo sem comprar a roupa. Uma forma de se relacionar em outro nível com os consumidores.

fotocabine
Foto: Fangroup/Divulgação
Investimentos para uma fotocabine

O investimento para se ter uma fotocabine é diverso. Pode variar entre R$5.000 até R$50.000, dependendo do formato e estilo. Se envolver um veículo grande, por exemplo, a compra custará mais cara. Entretanto, ainda assim há a possibilidade e o diferencial de se oferecer uma experiência distinta.

Leia também: Dentro do mercado, as fotocabines só evoluem

No caso de câmeras instantâneas o investimento pode ser mais baixo e só envolve uniformes, pessoal, filmes e várias câmeras e adereços. O formato clássico da cabine com impressoras e em uma cabine pode custar entre R$10.000 e R$20.000.

Importante dizer que não dá para se ter um negócio de fotocabine e impressão em eventos só com um equipamento. Afinal, é preciso mais de uma impressora, pessoal, mídia e soluções completas de software e equipamentos.