Fotocabines 3 semanas atrás | Flávio A. Priori

Maira Finkelstein e Carlos Leite falam sobre como criar contatos profissionais no setor

Destaques são a importância de estabelecer contatos e construir presença de marca

por Revista FHOX

O segundo dia do Cabine Photoshow, que acontece nesse dia 31 de julho, em São Paulo, começou com um debate sobre como fazer contatos profissionais dentro do segmento. Quem falou sobre o tema foram Maira Finkelstein da Legal D+ (Rio de Janeiro) e Carlos Leite, da Status Color (São Paulo). Ambos contaram sobre técnicas para otimizar o trabalho com as marcas e condutas que dão melhor visibilidade para o trabalho.

Leite abriu o painel falando sobre seu início do mercado de cabines. Uma de suas primeiras ações foi fazer uma pesquisa, consultando alguns consultores e assessores, para saber exatamente quais pontos deveriam receber mais atenção. Carlos Leite trouxe para o público os resultados do levantamento feito, enumerando as questões de interesse.

Cabine Photoshow

Entre os pontos levantando pelo empresário, ele destacou a importância de ter foco em um segmento e se fortalecer nele, entendendo sua linguagem. Carlos Leite também ressaltou que é vital de ter uma apresentação comercial forte, tanto na parte da comunicação direta (reuniões, eventos) com os clientes como no aspecto visual (material gráfico, apresentações, redes, etc). Mesmo a excelência de trabalho no dia do evento é fundamental para causar uma boa impressão. Uma festa bem feita é uma vitrine para potenciais novos clientes.

Na sequência, Maira Finkelstein abordou alguns conceitos de marketing de relacionamento. Ela abriu sua fala destacando que é preciso ter empatia para saber quebrar o gelo entre você e os outros profissionais. Porém é preciso ter cuidado para não forçar demais a barra e ser inconveniente.

Outra atitude importante para os empresários, segundo Maira, é sempre marcar seu território, ser proativo. Tomar a iniciativa de mandar o portfólio, agendar reuniões. Ela também afirma que participar de eventos dentro segmento de interesse deve ser feito sempre, mesmo que como visitante. “Vá para ver o que os outros estão expondo, o que está rolando. Quem não é visto não é lembrado!”.