Participe do SIM. Semana do Imaginário Materno!


Entenda a importância das fotos em anúncios de vendas

(Crédito: iStock)

Qual a confiabilidade que uma marca passa através do site próprio e das redes sociais? Bom, são vários pequenos passos para conquistar a confiança de um cliente pela internet, mas o primeiro deles está diretamente ligado aos olhos. 

No mercado de e-commerce, a primeira forma de comunicação entre o cliente e o produto oferecido é a imagem, ou seja, a foto da peça que será vendida. E, acredite ou não, a qualidade dessa foto faz toda a diferença na hora do consumidor escolher comprar com uma loja ou com outra, a depender da confiabilidade que o anúncio passa.

Hoje, a imagem de um produto é um dos primeiros laços de confiança que o consumidor estabelece com a loja por meio da internet. Isso porque é pela fotografia que ele avaliará os detalhes da peça a ser comprada, se o material é de boa qualidade, entre outros. Uma foto com baixa resolução e em um cenário desfavorável pode fazer com que o cliente perca o interesse.

Peguemos um exemplo comum: o anúncio de uma camisa Nike. Se o produto for vendido fora do site oficial da loja, já gerará maior atenção por parte do consumidor para as especificações. Um carrossel de boas fotos da camiseta em um fundo branco e com alta resolução com certeza será mais confiável que outro anúncio com apenas uma foto em um fundo qualquer, não é?

Pois bem. Dito isso, separamos três dicas para tirar boas fotos dos produtos em casa de forma mais barata e garantir um melhor resultado nas vendas – e, às vezes, nem precisa ter uma câmera profissional ou alugar um estúdio para isso!

1. A iluminação é a melhor amiga da fotografia 

 

 

Em muitos casos, as fotos de alguns produtos parecem mais apagadinhas, com cores menos vibrantes e menos nítidas, mesmo quando tiradas em máquinas profissionais. Um dos problemas mais comuns nessas imagens está relacionado à iluminação: ela é fundamental para que a câmera consiga captar todos os detalhes do que está sendo fotografado, e, sem luz, alguns traços podem ficar perdidos. A dica aqui é investir em luz branca para fotografar os produtos.

E aí, você vai perguntar: “tem de ser luz branca?”. Bem, a resposta varia de acordo com o que é esperado na fotografia, mas uma coisa é certa: a luz branca normalmente é usada para esse tipo de imagem por ser composta por todas as outras cores (lembra das aulas de física?). Portanto, a reflexão feita no objeto fica mais nítida do que outras luzes polarizadas.

(Crédito: iStock)

2. A qualidade da câmera tem muito peso, mas não é tudo!

 

 

Uma foto feita em uma câmera profissional e outra feita em um smartphone sempre terá uma diferença brusca, é verdade, mas isso não quer dizer que a foto feita em um celular tenha de ser sempre ruim. Com uma boa iluminação e usando a câmera traseira, os resultados podem ficar bem interessantes, com ar de uma foto profissional e de alta resolução. 

A dica aqui é fotografar várias vezes o objeto na horizontal, iluminá-lo bem (de todos os lados) e usar todos os recursos que a câmera do celular pode oferecer: padronizar ISO, foco, balanço de branco e exposição. A maioria dos celulares hoje tem a função de câmera manual, o que ajuda muito nesse processo.

(Crédito: iStock)

3. O cenário faz toda a diferença

 

 

Para a fotografia de produtos, o cenário tem, sim, muito peso – e depende do que a foto se propõe a entregar. A mais tradicional foto de publicidade investe em um fundo branco e bem iluminado, que hoje pode ser comprado por até R$ 100 ou mesmo feito em casa com caixas de papelão e papel manteiga. O importante é garantir que o objeto fique em destaque, para que o consumidor possa avaliá-lo da melhor forma.

Outros recursos investem em um cenário mais decorativo – principalmente, se o produto oferecido for vestuário de roupa ou comida. Ter uma louça bonita e um(a) modelo que vista a peça pode incentivar a compra.  

(Crédito: iStock)

4. Dica bônus!

 

 

Vale lembrar que, apesar das dicas dispostas no texto, o trabalho de um profissional da área sempre terá resultados melhores e mais específicos para o tipo de produto oferecido. Então, se puder, valorize o trabalho dos fotógrafos e faça o investimento, porque o resultado costuma valer a pena!