Conheça o Mercado FHOX! O marketplace especializado no mercado de fotografia e imagem!


As marcas da fotografia que pararam de fazer negócios com a Rússia

Canon, Polaroid e Adobe são algumas das marcas que comunicaram o fim dos negócios naquele país por conta da guerra e invasão da Ucrânia

Diversas empresas globais já anunciaram os fins de operações com suas marcas na Rússia por conta da guerra e da invasão da Ucrânia. Apple, Samsung e muitas outras. Já aquelas mais reconhecidas do ramo fotográfico também anunciaram que vão parar de operar no país. Veja:

A Canon Europa anunciou o fim do envio de pedidos e remessas para a Rússia. A violência e a destruição causadas pelos ataques militares à Ucrânia são chocantes para todos nós. Compartilhamos nossas sinceras preocupações com nossos colegas e o povo ucraniano cujas vidas foram profundamente afetadas disse a Canon em comunicado. A empresa disse ainda que vai doar uma quantia em dinheiro para ajudar a Ucrânia e outros países da região que também estão sendo impactados pelo fluxo de refugiados.

A Adobe encerrou as vendas dos serviços na Rússia. O CEO da marca disse que a decisão foi tomada de encerrar todas as vendas e também de tirar a plataforma Creative Cloud do ar naquele país.

O CEO da Adobe diz que a Fundação Adobe fez uma série de doações de mais de US$ 1 milhão focadas em assistência médica às comunidades na Ucrânia, bem como necessidades de reassentamento e transporte para famílias que fogem do país.

“Nos últimos dias, continuamos a testemunhar ataques violentos não provocados contra a Ucrânia e a trágica perda de vidas inocentes”, disse Shantanu Narayen, CEO da Adobe. “As imagens são horríveis e comoventes. À medida que vemos essa tragédia se desenrolar, acreditamos que temos a responsabilidade de garantir que nossos produtos e serviços não sejam usados em apoio a esta guerra ilegal.”

A Polaroid também fez uma postagem no Instagram indicando o fim de qualquer comercialização de produtos na Rússia enquanto a guerra seguir.

Rumores indicam que Sony e Panasonic também estariam prestes a cortar relações comerciais com a Rússia.

Twitter e Facebook foram banidos da Rússia e estão fora do ar e o TikTok (chinês) não está permitindo postagens da Rússia (só dá para entrar na rede social).