Negócios 4 dias atrás | Redação

As cinco perguntas para se preparar e encarar 2020

Uma boa forma de se preparar é ter objetivos e metas para o seu negócio de foto em 2020. Além de pensar em como atrair e manter clientes para o ano que chega.

por Revista FHOX

Existe um ditado no mundo dos negócios que diz: melhor ter algum plano do que não ter nenhum. O que ninguém mostra é como fazer isso. A ENF (Escola de Negócios FHOX) sugere cinco estratégias que podem te ajudar nessa construção de um plano mínimo para começar em agir em 2020. Mais do que ter respostas, para desenhar um plano de ataque talvez sejam mais interessante nesse momento fazer mais perguntas. Então, como proposta de ação, propomos que você crie sua estratégia com base em perguntas. E não, você não precisa de respostas agora. O importante é fazer perguntas para orientar as iniciativas que podem fazer a diferença em 2020. Uma sugestão para cada um dos pontos é sempre trabalhar com três perguntas como ferramenta para ajustar e evoluir suas táticas. Então, a sugestão é sempre usar três ferramentas de questionamentos: Por quê? E se? como?

1 – O que quero em 2020 para meu negócio de fotografia? Tenha uma rota minimamente definida, mas esteja preparado para os ajustes necessários. Aqui não basta só definir o que você quer em termos financeiros e de resultados. O fundamental nesse item é tentar avaliar qual o mínimo de trabalhos que tornem seu negócio viável por mês e só então definir as medidas para atacar no que é necessário. Exemplo: Quero fechar mais contratos na minha área de atuação na fotografia! Como fazer isso? Quantos trabalhos por mês? Quais ações vou tomar para chegar nessa meta definida por mês? Lembrando de usar as ferramentas do questionamento: implementar as três perguntas aqui faz todo o sentido para cada resposta que você encontrar sempre usando: Por quê? E se? Como?

Aqui você pode dizer: eu não acredito nessas rotas estabelecidas. Quero dar ao meu negócio uma condução mais natural e deixar que as coisas aconteçam naturalmente. O problema com essa postura é não ter um mínimo alvo do que atingir para o seu negócio. Por uma simples condição: você só pode administrar o que consegue medir. E sem definir metas e objetivos você está pilotando o negócio sem direção.

Leia também – A receita mágica para se dar bem na fotografia – /negocios/3-3-31-uma-receitinha-magica-do-sucesso-na-fotografia/

2 – Como fazer os clientes que já atendo voltem a comprar? Como atrair novos clientes para meu negócio? São duas questões em uma e são das mais importantes que você deveria fazer todos os dias. Um exercício diário como prática para buscar soluções e alternativas para atrair e manter os clientes. Basicamente o que estamos dizendo aqui com essas perguntas é: como fazer meu marketing na fotografia? Lembrando de usar as ferramentas do questionamento: implementar as três perguntas aqui faz todo o sentido para cada resposta que você encontrar sempre usando: Por quê? E se? Como?

Leia também: As 10 desculpas mais comuns no marketing da fotografia. /negocios/as-10-desculpas-mais-comuns-nos-problemas-com-marketing-na-fotografia/

Aqui você pode dizer: Ah, mas meus clientes não retornam por conta da crise. Ou da concorrência ou algo parecido. Essas duas perguntas são relevantes diariamente por envolverem aquilo que você deveria pensar e tentar fazer a todo tempo para obter mais negócios. Sem se perguntar isso com frequência você pode se perder na rotina ou no próprio desânimo. Ou melhor, se você não quer fazer essas perguntas para que continuar mesmo?

3 – Como encantar meus clientes em 2020? Quem encanta clientes garante que as pessoas retornem. Que elas divulguem seu trabalho porque se sentiram valorizadas. Considere o estúdio que vende sessões temáticas. Os clientes compram um “sonho de Natal” expresso em fotos. Compram experiências que depois serão compartilhadas com familiares e amigos. Fazer um trabalho encantador é subjetivo claro, mas pensar nisso como um objetivo constante é algo crucial. Lembrando de usar as ferramentas do questionamento: implementar as três perguntas aqui faz todo o sentido para cada resposta que você encontrar sempre usando: Por quê? E se? Como?

Aqui você pode dizer: ah, essa história de venda de experiência é jargão. Ah, o cliente não se encanta com mais nada. Provavelmente é verdade até porque você também acredita nisso. De que você não é mais capaz de fazer algo diferente, divertido ou encantador. Muitos dizem também: ah, o meu concorrente sai copiando tudo o que faço. Quem é copiado é porque se destaca. E o estresse de criar coisas diferentes é o que vai fazer seu negócio se desenvolver. Lembre o seguinte: todos os serviços, negócios e produtos tem ciclos de vida. Logo, renovar com lançamentos e novos conceitos é super importante.

Leia também: 5 passos essenciais para encantar os clientes – /inovacao-tech/lancamentos/encantar-clientes/

4 – Como superar os desafios que estou encarando nesse momento? Essa é uma pergunta necessária que só não foi colocada como a primeira de todas para não desanimar. Só que a verdade é que os obstáculos e “nãos” vão aparecer todos os momentos. Talvez você esteja passando por dificuldades justamente nesse momento. Talvez você precise de medidas rápidas para viver. Lembrando de usar as ferramentas do questionamento: implementar as três perguntas aqui faz todo o sentido para cada resposta que você encontrar sempre usando: Por quê? E se? Como?

Outro clichê que é real. A vida de empreendedor é cheia de altos e baixos. E não dá para você evitar isso. O que dá é para você agir. Investir em um novo negócio de fotografia que gere renda constante durantes os meses. Exemplos? Acompanhamento de crianças, sessões que acompanham o calendário promocional, foto cabine em eventos corporativos e sociais.

Leia também: 10 razões para acreditar na fotografia. /negocios/10-motivos-para-acreditar-na-fotografia-e-10-razoes-para-desanimar-e-fazer-algo-a-respeito/

5 –  Como voltar a sentir prazer com meu trabalho? Entendendo que prazer vai ter que se equilibrar entre as obrigações e tarefas diárias. Que não existe negócio sem a parte “chatinha” e que você vai ter que encarar essas rotinas. Mas o mais importante é se reconectar com aquilo que te emocionava no negócio. Aquilo que faz tudo ser gratificante. Lembrando de usar as ferramentas do questionamento: implementar as três perguntas aqui faz todo o sentido para cada resposta que você encontrar sempre usando: Por quê? E se? Como?

Qual o sentido de fazer tudo o que você faz se não puder curtir seu trabalho? Ainda mais quando estamos falando de algo que envolve memórias, emoções e momentos felizes. Essa pergunta é válida sempre.

Leia também: Fotografia para quem não precisa de fotografia – /blogs/fotografia-quem-precisa/

Que outras duas perguntas que poderiam entrar nos questionamentos para seu negócio de fotografia? Essas são aquelas dúvidas que deveriam estar na sua lista que só você sabe que poderiam fazer a diferença. Pensei em duas, mas poderiam ser outras. Por exemplo:

Será que devo mudar de mercado dentro da própria fotografia?

Como faço para me motivar de novo em um ambiente tão concorrido?

Como criar produtos realmente diferentes? Ou pelo menos tentar?

Mais do que ter respostas, seu negócio de fotografia precisa das perguntas certas que só você pode fazer. Que em 2020 você faça os questionamentos corretos que possam de fato te ajudar. E se precisar de ajuda pode contar com a ajuda da ENF (Escola de Negócios FHOX). Para saber mais clique aqui: nova iniciativa R.U.M.O.