Negócios 6 meses atrás | Redação

“Aceita trocar fotos por divulgação?”

Vídeo da fotógrafa Jessica Kobeissi trata do desafio frequente dos profissionais que são abordados para trabalhar de graça ou por muito pouco em troca de indicação e “parceria”

por Revista FHOX
Arte: DIY Photography

Trabalhar de graça por “divulgação” e relacionamento ou indicação. Quem nunca foi abordado para trabalhar sem ganhar nada só na base dessa moeda de troca? Um problema que começa no pedido bizarro das marcas e de quem não quer pagar nada pelo serviço do fotógrafo, mas que também ocorre porque muitos fotógrafos acabam cedendo. Sobretudo aqueles no começo da carreira. No vídeo de Jessica Kobeissi (fotógrafa e influenciadora digital), ela comenta sobre a falta de união da classe (nos Estados Unidos, mas bem que poderia ser aqui). Segundo ela, trabalhar de graça em troca de divulgação não é só uma falta de respeito pelo próprio ofício. É também uma forma de desvalorizar a classe e a profissão. Ela mostra que mesmo que a empresa ou contratante diga que vai contratar o “sobrinho” por um preço menor ou de graça, o melhor mesmo é dizer não. Segundo ela, só assim quem contrata vai entender o valor da fotografia de qualidade e do serviço profissional de verdade. Contudo Jessica diz que existem exceções. Como para ajudar ONGs, em ações de caridade, como forma de suporte e em projetos colaborativos. Assista e ative à tradução automática do YouTube para legendas em português.

Viu essa? Nova turma da Escola de Negócios FHOX no fim de maio

Leia também: FHOXCast em nova fase

>>Movimento Imprimir: sem foto no papel não existe futuro para o mercado fotográfico

Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.