Negócios 1 ano atrás | Redação

ABEFORM, a associação das empresas de formatura

Numa clara demonstração de vontade e maturidade, grupo de empresários de diferentes regiões do Brasil deu o primeiro passo para a formação da entidade

por Revista FHOX

No dias 23 e 24 de agosto, ocorreu, em São Paulo, a primeira reunião para formar a ABEFORM. Cerca de quarenta empresários, com intermediação da FHOX, aprovaram o primeiro estatuto e escolheram um Grupo de Trabalho provisório, o GT, que irá nos próximos meses deliberar questões do regimento interno da entidade, definir seu escopo de atuação inicial, apontar uma primeira diretoria e um conselho consultivo, que deverão ser aprovados em uma nova Assembleia, preferencialmente ainda este ano. No estatuto aprovado, ficou definido que podem participar empresas de foto e festa e empresas fornecedoras, porém estas últimas não terão direito a voto.

Embora fossem majoritariamente empresários do ramo de foto e festa, o encontro foi aberto a participação de fornecedores e contou com a presença de alguns deles, ocorrendo de forma civilizada, madura e sem espaço para merchandising. Além de todo esse avanço, foram apresentados os primeiros estudos para um logotipo da Associação e uma proposta preliminar de visão, missão e valores da entidade, ambos sugeridos cordialmente pela FHOX e agora levados para discussão no GT.

O papel da FHOX nesse processo começou no último Fórum das Empresas de Foto de Formatura, ocorrido na Fotografar 2018. O evento cresceu para dois dias, e em uma das palestras o assunto era justamente a criação de uma associação. Acabou virando a atividade mais disputada com esclarecimentos do advogado Leonel Neto. Dali surgiu mais de um grupo no WhatsApp para seguir nos debates. Foram definidas também as premissas para o encontro.

ABEFORM

Dr. Neto redigiu e preparou o estatuto que serviria de base para a nova instituição. A FHOX com a ajuda do advogado conduziu todo o processo. O interesse da FHOX é claro: tornar o mercado mais formal, sério, profissional e vê-lo crescer. Até o ano passado o único evento voltado ao segmento sempre foi o Fórum de Formaturas, que ocorre na Fotografar. Isso só foi mudar com a chegada de um evento em Tupã e outro em Santa Fé, ambos em 2017. Reuniões em Pouso Alegre e Poços de Caldas, no sul de Minas, também ocorreram antes do encontro oficial, e núcleos formados em MG ajudaram no processo. Com todo esse esforço, finalmente a ABEFORM nasceu, com a aprovação da minuta, após democráticos debates.

Durante uma década de Fórum na Fotografar, o assunto sempre vinha à tona. Grupos e listas com e-mails e nomes saiam ao final do evento, mas nunca evoluíram. Ou, quando avançaram, falharam por mirar questões comerciais e negociais ao invés de focar nas amplas dores do setor: como o regime tributário; o crédito e a informalidade. O primeiro encontro da ABEFORM foi por esse caminho, mas tentando evitar a ansiedade de discutir itens importantes mas prematuros nesse estágio inicial. Estiveram presentes empresários de todas as regiões do Brasil. Empreendedores de Rondônia, Goiás, Paraná, Roraima, Amapá, Bahia, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo, Rio de janeiro, Mato Grosso do Sul, entre outros estados. Quem foi tornou-se sócio-fundador. A FHOX se propôs a atuar no GT, como uma espécie de fiel da balança, garantindo uma figura neutra no processo.

 

ABEFORM

“Ventilou-se a possibilidade de presidirmos, mas não queremos e nem podemos, porém temos muito a colaborar na fiscalização e na experiência de quem viu muitas tentativas frustradas”, explicou Mozart Mesquita, um dos líderes da FHOX. A intenção da ABEFORM é atrair empresários sérios e criar uma base para integrar e estimular representações regionais. Quem sabe iniciar um selo que servirá como chancela para universidades e comissões de formatura terem a certeza de que podem confiar no trabalho sério da empresa que obteve o selo. E o melhor, de que a ABEFORM poderá dar respaldo às empresas quando elas precisarem. Um primeiro alvo óbvio, parece ser a questão tributária que tanto atormenta quem atua no setor.

Com base em São Paulo, a nova associação merece carinho, atenção e um voto de confiança, principalmente agora em seu começo. Reúne um excelente grupo inicial de empresários que souberam lapidar diferenças com elegância e conseguiram dar um importante primeiro passo. Parecem prontos para ampliar os associados e o debate.

ABEFORM

“Temos que parar de enxergar nossos pares como concorrentes, nossa maior concorrência está fora do ramo, como mercado de turismo por exemplo”, afirmou Michel Brucce, da Aquarela Fotografias de Juiz de Fora, uma das lideranças que se apresentaram no processo de criação da Associação. A outra foi Maurício Correia, do Grupo Promove, do Rio de Janeiro, que afirmou “nunca vi um movimento tão forte como esse, não estaria aqui se não sentisse isso”.

Maurício foi talvez o melhor exemplo de atitude em relação a importância do momento: mesmo tendo uma festa da sua empresa, na noite de quinta no Rio de Janeiro, fez a ponte no final do primeiro dia de encontro e voltou logo cedo no dia seguinte, para votar a aprovação do estatuto. A ABEFORM representa um momento histórico e chega com o desafio de ser inclusiva, atrair marcas idôneas, conseguir estabelecer diálogo amplo no setor e dar condições de expandir um mercado que deve triplicar de tamanho até 2022.