Conheça o Mercado FHOX! O marketplace especializado no mercado de fotografia e imagem!


TikTok pode superar o YouTube?

Matéria da Forbes indica que sim. Entenda

É fato que o YouTube tem enorme força no ambiente online. Trata-se do segundo maior buscador do mundo (só atrás do próprio Google dono da plataforma de vídeos). A matéria da Forbes diz que o YouTube lidera em vídeos online faz 15 anos. Mas com a chegada de concorrentes (Insta e TikTok principalmente) essa dominância estaria em risco. Um estudo da eMarketer (especialista em redes sociais e consultoria), indica uma forte ameaça sobretudo do TikTok. Lembrando que em 2021 vimos a rede social chinesa aumentar o tempo dos vídeos de 1 para 3 minutos e já ter anunciado que em breve os vídeos poderão ter até 10 minutos. O pesquisa diz ainda que não só a audiência, mas também os criadores estariam migrando para o TikTok. As marcas também, inclusive os pequenos negócios.

“Mais de dois terços da população dos EUA e mais de três quartos dos usuários da internet visitaram o YouTube mensalmente em 2021. Além disso, todo mês, mais pessoas assistiram vídeos na plataforma no ano passado do que usaram o Facebook (225,8 milhões em comparação com 179,1 milhões, respectivamente). Mas o aumento na visualização de vídeos em outras plataformas sociais – principalmente TikTok – está consumindo o domínio do YouTube. Com mais locais exibindo vídeos, a atenção do usuário está começando a se dividir”, explica o relatório da eMarketer.

Apesar do desafio, o eMarketer reforça que o crescimento do TikTok ainda não representa uma mudança completa da liderança do YouTube já que a plataforma de vídeos do Google ainda está à frente do TikTok no total de usuários e em todas as faixas. “O YouTube terá mais do dobro de usuários mensais do TikTok este ano (230,6 milhões em comparação com 90,6 milhões, respectivamente). Mais da metade das crianças de até 11 anos, essencialmente a Geração Alfa, usará o YouTube este ano, em comparação com apenas 4,6% no TikTok.”

Por geração, o YouTube terá quase o dobro da penetração do TikTok entre os millennials este ano, quase quatro vezes mais Geração X e cerca de oito vezes a penetração entre os Baby Boomers. “Entre os adolescentes americanos de 12 a 17 anos, 87,6% usarão o YouTube mensalmente este ano, enquanto 65,3% usarão o TikTok, de acordo com nossas previsões. A penetração do YouTube está atingindo um teto, enquanto a do TikTok ainda está crescendo rapidamente. O YouTube aumentará apenas 1,5 ponto percentual este ano em comparação com 2020, enquanto o TikTok aumentará mais de 13 pontos (de 51,7%). Em 2025, haverá 24,2 milhões de usuários do TikTok nos EUA com idades entre 18 e 24 anos e 26,6 milhões de usuários do YouTube nos EUA”, conclui o relatório.

Uma avalição mais ampla – O fato do TikTok crescer não quer dizer que todos devem estar lá. E por exemplo abandonar estratégias já firmadas no YouTube. Na verdade, trata-se de uma boa dupla de atuação. De estar forte nas duas frentes. Lembrando que o YouTube não é uma rede social, já que os conteúdos permanecem em destaque por anos e a busca é frequente. O TikTok embora seja muito mais social, também tem uma característica de “cauda longa” de pesquisas frequentes, tutoriais e avanços para um caminho muito similar ao YouTube.

Precisando de ajuda com seu marketing? Então clique aqui: QUERO MEU PLANO DE MARKETING