Smartfhox 1 ano atrás | Leo Saldanha

Coaching para lidar com a pressão por resultados no Instagram

Matéria da Business Insider mostra que influenciadores digitais da rede social dos Estados Unidos e Reino Unido estão contratando serviços de coach para lidar melhor com o estresse da rotina de Instagrammer

por Revista FHOX
Obra de Banksy

A matéria recente da BI mostra que a vida de quem tem milhares de seguidores e forte influência no Instagram não é fácil. São vários desafios, como trabalhar 24 horas e 7 dias por semana e sempre com grandes expectativas. Caso da instagrammers Madeleine Shaw (28) que possui quase 280 mil seguidores e é especialista em nutrição e culinária. “Existe uma pressão enorme na gente. De ter que trabalhar o tempo todo” disse na publicação. O impacto vai além do trabalho pesado. Envolve questões como autoestima e afetando a saúde mental dos instagrammers. No caso de Shaw, parte da renda dela vem de posts patrocinados e colaborações com as marcas. Inclusive tomando conta das redes sociais do parceiro. Quase tudo ocorre no Instagram. Embora esteja com bons resultados, ela sente o desgaste emocional da rotina digital. São diversos fatores que levam a exaustão:

– obter destaque em um mercado cada vez mais saturado de “influenciadores”.

– a mudança constante no algoritmo e a dependência da plataforma. Se ocorrer algo com Instagram como fica?

– o avanço de um novo tipo de influência. Os micro influenciadores. Eles contam com menos seguidores mas obtêm resultados para as marcas cobrando menos (ou as vezes até de graça no começo).

– a sensação de solidão contrastando com a popularidade. Embora “famoso” no ambiente digital, muitas vezes não tem um suporte real. Criando assim problemas de crise de identidade e outras questões emocionais.

– uma percepção que acaba gerando mais pressão. A de que os instagrammers e afins devem ser sempre muito criativos e estar bem o tempo todo.

– a exposição acaba gerando desgaste no tempo. Ou seja, estar visível e aparecendo com frequência abre espaço para julgamentos e lidar com as críticas nunca é fácil.

Life coach Tom Jones. Ele só topa trabalhar com quem tem uma missão

A matéria da Business Insider indica que os influenciadores norte-americanos e britânicos no Instagram estão buscando cada vez mais ajuda de um coach. Especialistas que dão suporte, dicas e consultoria na trilha para melhorar o desempenho e sobretudo aliviar a tensão mental dos instagrammers. O trabalho de Tom Jones de Londres por exemplo praticamente serve só aos instagrammers. Segundo Jones, os clientes o procuram porque já não sabem muito bem quem são e assim conseguir transmitir melhor os valores nas redes sociais. O perfil desse cliente é similar em muitos casos: extremamente crítico consigo mesmo com expectativas muito altas. Eles esperam mais de si mesmos justamente por se colocarem em um nível mais alto. Talvez fruto da própria popularidade. O trabalho de Jones então acaba sendo retirar esse peso e fazer o influenciador encontrar o caminho do autoconhecimento. No fim, o trabalho do coach de Instagrammers envolve psicologia. Mas vai além pois especialistas como Jones ajudam também a organizar o tempo e a absorver melhor críticas e reduzir stress por comparações com colegas (e concorrentes). Um fato curioso da matéria da BI é que Jones identifica dois perfis de influenciadores. E costuma só trabalhar com um deles. Para ele existem os que só querem ganhar dinheiro com a fama e os que tem uma missão clara. Ele garante que só atende os do último tipo.

Leia também: Movimento Imprimir 

O que isso tem a ver com fotografia? Tudo. Com o avanço das redes sociais e diluição do poder que antes estava nas mãos só das mídias especializadas (como a FHOX e outras) surgiram os influenciadores da fotografia. E boa parte deles está no Instagram. Lembrando que o Brasil é o país campeão de presença nas redes sociais e vice-líder mundial em número de usuários no Instagram. Diversos fotógrafos e profissionais do mercado fotográfico se tornaram referências nas mídias sociais. Com diferentes perfis e estilos, essa nova fase traz desafios e oportunidades para esses influenciadores da fotografia. Certamente acompanhada da mesma dose de pressão que os exemplos citados na matéria indicam. Logo, encontrar o equilíbrio saudável e efetivo para não sofrer com o estresse digital parece fundamental. Então talvez seja melhor levantar outra importante questão: será que é mais relevante aparecer para os clientes finais ou para os colegas? A resposta correta para essa pergunta pode ajudar a fazer toda a diferença na saúde financeira e mental de do seu negócio de fotografia.

Participe da primeira turma online da Escola de Negócios FHOX 

Feira Fotografar 2019: o grande encontro da fotografia brasileira

Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.