Inovação & Tech 1 mês atrás | Leo Saldanha

Pixsy investe em blockchain para proteger ainda mais os fotógrafos

Plataforma online anunciou a aquisição da Binded. Com a novidade os usuários terão ainda mais formas de proteger suas imagens com a tecnologia blockchain

por Revista FHOX

A Pisxy é um sistema online que ajuda a caçar e defender fotógrafos contra roubos e uso indevido de fotografias. A empresa acaba de anunciar outro avanço importante, a compra da Binded. Trata-se de uma plataforma que atua com tecnologia blockchain para o registro dos direitos autorais de imagens. Com isso, a Pixsy vai oferecer ainda mais proteção aos 40 mil fotógrafos que usam os serviços da empresa.

Quem é a Pixsy? Um site criado por fotógrafos em 2014 para monitorar as fotos que são postadas em sites e afins. Na prática, a Pixsy sai caçando ladrões de fotos para gerar receitas perdidas com o uso indevido de fotos e artes de outros criadores. A empresa conta com a parceria de 26 escritórios de advocacia no mundo e já atuou em 75 mil casos de violação de direitos autorais.

No que o blockchain vai ajudar? A tecnologia que possibilita as transações com criptomoedas traz uma possibilidade revolucionária para a fotografia. Já que na teoria, oferece a chance de tornar uma imagem única mesmo sendo um arquivo digital. E conseguir rastrear em tempo real tudo que é feito com esses arquivos em blockchain. Logo, a aquisição da Binded vai ajudar a integrar um sistema descentralizado e transparente com blockchain na oferta atual da Pixsy.

>> Os episódios de maior audiência do FHOXCast em 2019

Caçando nas redes sociais – A Binded foi criada em 2017 como um sistema de registro de direitos autorais baseado em blockchain. A startup combina a integração do US Copyright Office, Instagram e Twitter para fazer o monitoramento de imagens. Quem contratar o trabalho da Pixsy terá suporte jurídico, além de toda a parte de compensação financeira e condução dos casos de violação de direitos autorais.

O CEO da Pixsy, Kain Jones, disse que está entusiasmado em receber a comunidade da Binded na plataforma Pixsy. “Nosso serviço oferece o nível adequado de proteção legal que os fotógrafos merecem. Capacitando a proteção das fotos através de uma abrangente tecnologia de registros de direitos autorais e de monitoramento de imagens” disse.

Jones comentou ainda em comunicado para a imprensa que o acesso a proteção e suporte jurídico não deveria ser caro ou complexo. E que essa aquisição reforça a oferta de uma comunidade mais ampla graças a um conjunto robusto de ferramentas integradas. “O acesso à proteção e suporte legais não deve ser complexo e caro, e essa aquisição reforça a oferta a uma comunidade mais ampla por meio de um conjunto robusto de ferramentas e serviços”.

Democratizando os direitos autorais – Nathan Lands, CEO da Binded, disse que começou a empresa com o enfoque de democratizar os direitos autorais. Facilitando a vida dos criativos no controle e registro de suas obras. Importante: a plataforma atua também no mercado internacional A Pixsy também fechou uma parceria com o Flickr no começo de 2019 para melhorar a oferta de recursos de proteção aos direitos autorais de fotógrafos e artistas. No próximo dia 30 de setembro a Binded encerra o funcionamento do site e a transição para o Pixsy será feita de forma gradual.

>> UMA NOVA FORMA DE ACESSAR O CONTEÚDO FHOX 

Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.