1 mês atrás | Leo Saldanha

NBU: como o Google vai conquistar bilhões de usuários que ainda não estão na internet

Iniciativa da gigante de tecnologia foi batizada de NBU “next billion users” e a fotografia é parte importante do projeto

por Revista FHOX
Camera Go em ação. Recursos fotográficos sofisticados mesmo para aparelhos mais baratos

O Google está desenvolvendo um conjunto de apps para consumidores em mercados que ainda não estão cobertos por tecnologia. Hoje, no mundo, são três bilhões de pessoas que estão conectadas. O que quer dizer que mais da metade ainda vai “se conectar”. O projeto ousado e promissor envolve um time de 300 designers. Batizado de NBU (Next Billion Users) e com foco claro em criar aplicativos básicos para regiões com pouca infraestrutura de internet. O assunto foi tema de uma matéria no prestigiado jornal Wall Street Journal, de acordo com a publicação, um relatório da Nações Unidos sobre telecomunicações indica que 46% da população mundial não usou internet em 2019. E na mesma proporção existem pessoas sem habilidades mínimas no uso do computador para enviar um email com arquivo anexado, por exemplo.  “Há um conjunto muito diferente de pessoas que estão online dos três primeiros bilhões de pessoas que já tinham um desktop ou laptop, então tivemos que repensar no Google como construímos produtos”, disse Josh Woodward, diretor de gerenciamento de produtos do Google. “Falamos sobre produtos para pessoas em Mumbai, não Mountain View”, acrescentou na matéria do Wall Street Journal.

Onde a fotografia entra? Entre os projetos está um aplicativo de fotografia chamado Camera Go, que está disponível apenas em alguns dispositivos básicos da Nokia e Wiko. O Camera Go foi lançado em março desse ano e se junta a uma gama de outros produtos, incluindo o Gallery Go, que permite que os usuários pesquisem e editem suas fotos, e o Assistant Go, uma forma básica de assistente de voz e texto. A interface e a experiência do usuário foram redesenhadas para pessoas que podem não estar familiarizadas com layouts típicos de aplicativos, ícones ou métodos operacionais. O Google chama o processo de “upboarding”, que busca dar mais explicações para consumidores inexperientes. Tracey Lindsay Chan, pesquisadora sênior de experiência de usuário do Google, explicou que muitos projetos assumem erroneamente que os usuários estão familiarizados com símbolos digitais que são bem conhecidos nos EUA e na Europa. “Isso não é útil para alguém que está aprendendo a usar seu primeiro smartphone”, disse ela.

27+ Mobile App Pictures | Download Free Images on Unsplash

Comentando na matéria sobre a iniciativa NBU, o Dr. William Gribbons, da Universidade Bentley, em Massachusetts, disse que o Google está se preparando para capitalizar o potencial de receita dos próximos bilhões de usuários da internet. “É tudo orientado pelo mercado no final do dia”, disse ele. “Mas o Google merece reconhecimento por fazer um investimento significativamente maior em aprendizagem cultural profunda do que a maioria.”. Lembrando que o governo norte-americano está com um processo jurídico gigantesco contra o Google nesse momento. A ação do departamento de justiça dos Estados Unidos é quanto ao monopólio do sistema de buscas do Google. A justiça daquele país diz que empresa age de forma ilegal ao pagar outras companhias (como a Apple) para que elas privilegiem seu sistema, violando a legislação antitruste. A empresa diz que o processo não procede.

Google Photos revives its prints subscription service, expands same-day  print options | TechCrunch
Postal na foto impressa pelo serviço do Google. De olho nas impressões em um plataforma integrada

Voltando à fotografia, o Google tem investido pesado não só em apps, mas também em smartphones como a linha Pixel com recursos sofisticados de fotografia computacional que permitem fotografar a noite de forma cada vez melhor. E mais: recentemente a marca anunciou o retorno do sistema de assinatura de impressão de fotos que envia 10 fotografias impressas para a casa do cliente. A curadoria é feita com ajuda de inteligência artificial. Quanto ao NBU, está claro que a fotografia e vídeo terão o mesmo efeito diferenciado para as gigantes de tecnologia com a adesão de outros milhões de usuários nos próximos anos. E decisão de investimentos do Google é um primeiro e importante passo nesse sentido.

Veja também: Foto+Produto com nova turma ao vivo em novembro!

Se precisar de ajuda na formatação do seu marketing sugiro o novo curso online da Escola de Negócios FHOX: Marketing (é ) Básico.  Ou se preferir também pode ler o livro: Marketing Básico para Fotógrafos 

Se você precisa melhorar o seu produto então o caminho é o Foto+Produto. 

Se o desafio é formar seu preço do jeito certo então veja o ImagePrice. 

Precisando de ajuda personalizada e com orientação? Então é o R.U.M.O.