Apoie a FHOX Impressa e garanta recompensas incríveis!


Estudo de caso: Lobster vai muito além do banco de imagens com inteligência artificial e blockchain

 

Fundada em 2013, a startup britânica Lobster está expandindo rapidamente. Hoje ela agrega mais de 10 milhões de fotos e vídeos com colaboradores em 144 países. Uma marca digital que trabalha no mercado de licenciamento de conteúdo gerado pelo próprio usuário de redes sociais. Sediada em Londres, a Lobster fechou recente uma parceria com a KodakOne (plataforma blockchain da Kodak) para caçar ladrões de imagens e garantir os direitos autorais dos fotógrafos e geradores de conteúdo da ferramenta. A empresa surgiu com o objetivo que seus clientes (marcas e agências de publicidade) pudessem encontrar fotos e vídeos com uma cara mais real. Justamente o que é gerado pelos usuários de redes sociais. Claro, fazer isso com uso legal e pagando para os geradores de conteúdo de gente no Instagram, Facebook, Flickr, Google Photos, Dropbox, YouTube e Vimeo (entre outros).

Inovando em um mercado ultrapassado – O alvo da Lobster é claro: lutar contra o visual ultrapassado dos bancos de imagens. As empresas que procuram a Lobster pagam por uma assinatura em diferentes opções que permitem o uso das imagens. A empresa avança no mercado europeu, nos Estados Unidos e também na Ásia. E agora levanta fundos via crowdfunding (já recebeu aportes antes). O uso por parte do usuário gerador de conteúdo é simplificado e com sincronização de ferramentas na nuvem, caso do Dropbox. Ou seja, na medida em que cria pode também enviar as fotos e vídeos direto para uma pasta compartilhada com a Lobster. No fim, o que a marca faz é permitir que marcas, agências e criativos licenciem o trabalho diretamente de usuários em plataformas populares de redes sociais ou na nuvem.

“Estamos ajudando as marcas a serem mais reais em seu marketing, e mais culturalmente relevantes, licenciando imagens e vídeos diretamente de seus consumidores autênticos”, disse a CEO Olga Egorsheva.

 

Inteligência artificial – Entra na tecnologia com indexação dos metadados, pesquisa e obtêm informações de hashtag e afins. Segundo a Lobster, a tecnologia inteligente aprende com o tempo extraindo automaticamente metadados adicionados pelo usuário no futuro. O IA do Lobster também marca de forma automática as imagens melhorando a qualidade na marcação de conteúdo e oferece suporte de pesquisa mais avançado. Como filtras conteúdo com base em paleta de cor ou pesquisar vídeos com temas. A inteligência artificial do Lobster identifica rostos e assim os clientes podem filtras imagens com ou sem pessoas e realizar pesquisas por etnia, idade e até expressões faciais e emocionais. Hoje com a nova parceria com a KodakOne, a tecnologia de blockchain vai facilitar a vida dos criadores de conteúdo. Já que prevê contratos inteligentes e caça os ladrões de fotos.

O preço dos conteúdos é automatizado pela plataforma com base em origem, resolução e até se a foto ou vídeo é inédito. A Lobster define o preço ainda para conteúdo com alta visibilidade ou não. Ou seja, se a foto ou vídeo faz sucesso pode pagar mais. A Lobster fica com 25% das vendas e 75% vai para o fotógrafo ou designer e videomaker. Outro aspecto inovador é que a parte legal para autorização de imagem funciona via link simplificado. Se uma foto do Instagram de um usuário tiver um amigo retratado, basta ao fotógrafo enviar um link de autorização via Facebook ou WhatsApp para autorizar o uso. No fim, a diferença é que o Lobster não precisa que o interessado em vender procure a empresa, pois ela vai atrás dos criadores e tem acesso a 37 bilhões de fotos e vídeos dentro de todas as redes sociais atendidas.

O negócio vai bem, a Lobster já atende grandes empresas como a Colgate Palmolive, Hills Pet e agências como a Red Fuse/WPP, McCann London, a Leo Burnett Chicago e a R / GA New York. Caso a campanha de financiamento coletivo dê certo deve ajudar a Lobster a chegar na meta de atender 100 das maiores agências de publicidade do mundo e aprimorar os recursos de inteligência artificial para facilitar (e proteger) a vida de quem gera conteúdo nas redes sociais.
https://lobster.media/

FHOX: mais que uma revista, uma ferramenta indispensável para quem vive fotografia

Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.