Inovação & Tech 3 anos atrás | Redação

Clips: a nova câmera inteligente do Google

Dispositivo traz sofisticados recursos de inteligência artificial e vai ficando cada vez mais inteligente com o passar do tempo

por Revista FHOX

Google_Clips

A pequena câmera foi anunciada ontem em evento exclusivo de lançamentos da gigante de tecnologia. Clips é bem compacta e feita para ser usada sem as mãos. Na prática, basta colocar onde quiser e deixar o produto trabalhar sozinho. Como o próprio nome diz, Clips cria clipes automáticos dos momentos da vida das famílias. O usuário até pode apertar o botão se quiser, mas não é obrigatório. O sistema de IA (inteligência artificial) identifica e lembra de temas e assuntos. Por exemplo, se alguém da família sorrir o equipamento clica e filma. Os vídeos são sem som e o Clips também gera GIFS. O melhor e mais impressionante de tudo é que clipes vai ficando mais esperto com o passar do tempo.

2017-08-21_Wojack_Create_Austin_03161.width-1000

Segundo o Google, Clips vai entendendo quais são os momentos mais importante que merecem ser capturados e descarta quais são comuns e não valem o clique. Será que vai funcionar direitinho? O Google diz que sim e que criou o produto justamente para que as pessoas possam curtir os momentos sem se preocupar em perder memórias.

google-clips

Clips tem 8GB de espaço interno e bateria de 3 horas. A câmera vem com qualidade de 12 megapixel e lente com 130°. Vale lembrar que Clips funciona com o novo smartphone do Google (e também com os modelos premium da Samsung e Apple). O Pixel 2, que segundo a imprensa internacional e a própria imprensa especializada é o melhor smartphone para fotografar de todos os tempos. Preço do Clips lá fora: 250 dólares.

>> Arsenal: a inteligência artificial cada vez mais perto das câmeras profissionais

Por que a notícia é importante? A inteligência artificial avança com força nas principais de tecnologia do mundo. Apple, Facebook, Microsoft, Amazong e Google. Certamente a tecnologia de imagem será impactada cada vez mais por esses avanços. Tanto em softwares quanto na hardware. Tanto é verdade que a GoPro já cria cÂmeras de ação que respondem a chamados para filmar e fotografar. E a Adobe desenvolve programas que também serão comandados pela voz do operador. A grande questão é: quando é que os fotógrafos e empreendedores vão começar a conversar com as câmeras e impressoras? O tempo dirá.