Conheça o ImageCon - Conferência do Imaginário

A crise dos fabricantes de smartphones

Huawei. Parceria com a Leica levou a fabricante a segunda posição no mundo. Enfoque em inteligência artificial também é um diferencial
A chinesa Huawei assumiu a segunda posição no mundo ultrapassando a Apple. E promete dar mais trabalho em 2019

O ano passado não foi um bom ano para as principais marcas de smartphone. Foi a primeira vez que ocorreu queda nas vendas globais de aparelhos. Vendas em queda em um mercado cada vez mais fragmentado. O fato é que as transformações recentes e outros fatores levaram a grandes mudanças. E parece que veremos mais ajustes e transformações em 2019. Veja como:

Leia também: Movimento Imprimir 

O sensor de 48 megapixels da Sony eleva o nível de qualidade dos dispositivos do mercado

Tudo está bem, mesmo com a venda dos concorrentes. Sony anunciou que vai sair da linha de modelos compactos com telas pequenas. Enquanto os modelos premium devem continuar no cardápio. Lembrando que a marca fatura de qualquer forma pois vende sensores para outros fabricantes como Samsung (e também para produz câmeras). Contudo, a especulação é que a Sony tem colocado cada vez menos esforços na linha Xperia e os modelos mais novos lançados pela empresa não fizeram sucesso. Outro fator que atrapalha é o lançamento de novos modelos a cada seis meses. Contudo, a fabricante vai bem mesmo que não venda mais smartphones próprios. Os sensores IMX fabricados por ela são usados pelos principais concorrentes. Caso da Apple, Huawei e do Pixel do Google. Aliás, a Sony investiu pesado em um sensor parrudo da linha IMX que agora oferece 48 megapixels para os aparelhos.

Módulo Polaroid da Moto. impressora

A promessa dos módulos não vingou? Motorola passou por vários donos nos últimos anos. E isso parece ter afetado as estratégias da marca. No Brasil a Motorola (aqui Moto) vai bem com a segunda posição em vendas, contudo o apelo é maior justamente nos modelos mais simples com baixa rentabilidade. A aposta dos módulos de encaixar com lentes e impressoras parece ter dado algum resultado, mas não tanto quanto a marca gostaria.

Parece que a Apple vai lançar um iPhone com câmera tripla em 2019. Será que isso vai ajudar nas vendas e a retomar a segunda posição no mundo

Desejo de consumo sem inovações de verdade (faz um tempo). A Apple parece presa na estratégia de ser um sonho de consumo e por conta disso segue apostando pesado nos modelos premium. Parece que o aumento nos preços acabou impactando em um mercado tão saturado. As vendas caíram 12% em 2018 e a fabricante reduziu a produção em 10% para os próximos meses. Justamente devido a queda na procura. A expectativa é que as vendas caiam mais em 2019 (3%) e fiquem abaixo de 400 milhões de unidades pela primeira vez desde 2014. O que a Apple deve fazer em 2019? Segundo consta vai lançar um modelo de iPhone com câmera tripla e vai seguir na estratégia de vender o iPhone como um produto de luxo.

Marca mostrou força na fotografia com smartphone alguns anos atrás, depois perdeu foco

Antes promissora, agora dúvida. LG sofre com queda nas vendas. Os resultados recentes anunciados foram de fato decepcionantes com queda de 70% nos lucros. Especula-se até que a empresa também pode abandonar o mercado de smartphones. Aliás, desde 2016 que a marca sofre com queda no faturamento a cada trimestre. Enquanto o resto do negócio da LG vai bem com bons resultados em tevês. O que a LG prepara para 2019? Um aparelho dobrável e esperando que o modelo V40 ThinQ (aquele com 5 câmeras) obtenha boas vendas nesse ano.

Samsung. Antes o problema era a Apple. Agora são os fabricantes chineses. Empresa vai tentar melhorar as vendas atacando o mercado indiano

O stress do líder. Samsung é a líder mundial. Mas mesmo assim também sofreu com queda nas vendas em 2018. A Samsung é líder, mas as perdas foram fortes no final do último trimestre de 2018. Com queda de 11% nas vendas e redução de quase 30% no lucro operacional. Segundo a fabricante a queda ocorreu por conta do aumento da concorrência no mercado de smartphones.

Huawei. Parceria com a Leica levou a fabricante a segunda posição no mundo. Enfoque em inteligência artificial também é um diferencial

– Concorrência de alto nível (chinesa) – Huawei, Xiaomi, Oppo e One Plus são alguns dos fabricantes de smartphones que deram trabalho para as marcas mundiais de smartphone. Em especial a Huawei com sua parceria acertada com a Leica e lançando a tendência mundial de múltiplas lentes para dispositivos. A Huawei trabalhou com modelos premium e preço competitivo no comparativo com Apple e Samsung nos produtos de ponta. A Xiaomi apostou na inteligência artificial (assim como a Huawei) mas com enfoque no preço baixo. Resultado: morderam muito mercado da Apple e da Samsung.

Sony IMX. O sensor que nivela por cima o jogo fotográfico dos smartphones

A principal tendência fotográfica do setor para 2019? Múltiplas lentes, mais megapixels no sensor (48 megapixels da versão IMX da Sony deve virar padrão) e recursos sofisticados de inteligência artificial que ajudarão na fotografia.

A briga com os chineses só vai crescer…

A Salvação vem da Índia? A queda geral na venda de smartphones no mundo é também fruto de consolidação. Afinal, com mais usuários com aparelhos e uma possível troca mais lenta de modelos, isso teria impacto nas vendas. A queda foi de 1% no mundo todo e pode ser que melhore um pouco em 2019. Outro fator de impacto direto foi o avanço dos concorrentes chineses e queda do consumo na segunda maior economia do mundo. Ou seja, as marcas líderes sofreram com a disputa de alto nível dos novos competidores chineses. Com destaque para a Huawei que se tornou a segunda do mundo em vendas só atrás da Samsung. E sabe qual pode ser a salvação de toda a indústria em termos de vendas para 2019. O mercado indiano, onde 900 milhões de cidadão ainda não possuem um aparelho. Só lembrando que no Brasil temos mais smartphones do que habitantes. Seja como for, a briga promete ser boa nesse ano.

Participe da primeira turma online da Escola de Negócios FHOX 

Feira Fotografar 2019: o grande encontro da fotografia brasileira

Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.