Entrevistas 2 anos atrás | Redação

JR Duran e a arte de produzir imagens memoráveis

O renomado fotógrafo catalão foi o entrevistado no programa "Conversa com Roseann Kennedy" na TV Brasil

por Revista FHOX
jr_duran_2
Duran e Roseann. Foto: TV Brasil

A entrevista foi divulgada ontem no canal on-line da TV Brasil. Na conversa ele abordou questões como a democratização da fotografia com smartphone. “O fato de todo mundo poder fotografar com o celular não muda nada. Porque as pessoas fazem sem pensar. É a mesma coisa que na época em que não existiam canetas. Então a Bic inventou a caneta Bic e isso não quis dizer que todo mundo virou escritor. A única coisa positiva que acho de tudo isso é que as pessoas vão entender que fazer uma boa foto não é tão fácil quanto parece”.

Duran falou ainda sobre seus valores fundamentais no ofício. “Eu procuro perfeição. Busco uma qualidade de fotografia que por mais interessante que eu tenha feito a coisa ou que eu goste, eu vou querer sempre tentar aprimorar. O segredo da boa fotografia é muito simples: É só não mostrar foto ruim”. O fotógrafo ficou famoso pelas suas fotos de nu (Playboy), editoriais, autoral e trabalhos editoriais. Autor de livros como Cadernos Etíopes, Cidades Sem Sombras e Cadernos de Viagem. Uma de sus grandes paixões é a Revista Nacional. Publicação com sofisticado projeto gráfico. Duran fotografa, escreve e edita a revista que é impressa pela gráfica IPSIS. Com duas edições anuais, a revista é distribuída para um público seleto de personalidades do universo fashion e cultural, com aposta na sensação tátil. “Eu sempre achei que a revista deveria ser um jardim secreto. Um jardim secreto de tinta e papel”.

Mesmo nas fotos de nus, eu não penso no corpo, eu penso no momento, no ‘timing’ e na veracidade da fotografia – J.R. Duran.