Entrevistas 4 anos atrás | Leo Saldanha

FHOX entrevista Gregory Crewdson

O renomado fotógrafo norte-americano conversou com a FHOX sobre fotografia e os desafios de quem atua com arte

por Revista FHOX

CREWD-2014

Gregory Crewdson (54) já teve suas obras expostas no mundo todo. O fotógrafo nasceu no Brooklyn em NY e é formado em arte pela Yale School of Art. Hoje, além de fotografar, é diretor de estudos de graduação em fotografia na mesma escola onde se formou. O premiado artista teve suas obras expostas em galerias europeias e norte-americanas (entre elas MoMa). E ainda apareceu em publicações renomadas como New York Times e foi tema do documentário: Gregory Crewdson: Brief Encounters by Ben Shapiro.

Gregory Crewdson: Brief Encounters Trailer from Benjamin Shapiro on Vimeo.

Com mais de 30 anos de carreira, Crewdson conseguiu um feito: uma inegável assinatura visual. Suas criações provocativas evocam ao mesmo tempo um ar de mistério e crítica. Ilustram ainda um certo ar agressivo na própria passividade dos retratados. Um trabalho impressionante. Confira a entrevista abaixo:

FHOX – Como você cria suas fotografias?

Gregory CrewdsonDescobri a fotografia enquanto fazia faculdade. Esbarrei com o assunto em um curso de fotografia e me apaixonei pelo assunto. Meu jeito de criar fotos vem evoluindo desde então. No começo era só eu e minha câmera. Agora eu trabalho com uma grande equipe e uso iluminação de cinema em um produção complexa. Vejo que um certo sentido é tudo a mesma coisa. Estou em uma tentativa de contar uma história. Passar uma emoção e uma complexidade psicológica, com luz e cor.

CREWD-2013_6

FHOX – Parece que o senhor se inspira em cinema, literatura e ficção científica? Isso procede?

GCSim, sempre me senti inspirado por filmes, particularmente os de Hitchcock, Lynch e Spielberg (e muitos outros). Mas também me inspiro em pinturas e literatura. Talvez de forma mais profunda por outros fotógrafos. Me vejo como parte de um contexto histórico maior da fotografia. Nessa tradição tive muitos e excelentes professores e mentores.

CREWD-2014_2

FHOX – Qual equipamento o senhor usa?

GCTrabalhei de forma frequente (mas não exclusiva) com câmera de grande formato 8 x 10. Por muitos anos usei essa tecnologia. Contudo, nos meus últimos dois projetos fotografei com digital.

CREWD-2014_3

FHOX – O senhor usa smartphone em algum tipo de projeto?

GC Eu fotografo com meu smartphone, algumas vez para estudos e para encontrar locações para minhas séries. Noto que o aparelho se tornou uma ferramenta importante. As fotos feitas com meu smartphone fazem parte do processo, mas não considero elas parte da minha obra.

CREWD-2014_5

FHOX  – Como o senhor vê a fotografia hoje?

GCA fotografia vive um momento incomum. Imagens nas telas viraram uma espécie de moeda social. Criaram uma espécie de conexão com quase tudo. Só que essas imagens são na sua grande maioria fugidias, temporárias e descartáveis. Então, é algo muito diferente da tentativa de criar uma fotografia com valor, duradoura daquela obra física para pendurar na parede. Isso é algo que discuto sempre com meus alunos em Yale (umas das mais respeitadas universidades norte-americanas). É um momento desafiador e ao mesmo tempo excitante para fotógrafos autorais.

CREWD-2014_4