Entrevistas 3 anos atrás | Leo Saldanha

Agência Magnum celebra 70 anos de história com a venda de fotos famosas

O fotógrafo Alex Webb fala sobre o Square Print Sale, projeto que comercializa imagens dos principais fotógrafos da agência e com preços atrativos

por Revista FHOX

“The (more or less) Decisive Moment”, o que traduzido livremente do inglês ficaria como “O momento (mais ou menos) decisivo”, é uma iniciativa promocional de cinco dias (6 até 10 de junho) com a venda de fotos impressas de alguns dos mais importantes fotógrafos da Magnum. Todas as imagens trazem como inspiração o legado do fundador da agência, o grande mestre Henri Cartier-Bresson.

As fotografias da coleção seguem o princípio fundamental de Bresson, o momento decisivo. Algo que continua sendo um dos valores primordiais para todos os profissionais da agência (e do mundo todo). Magnum Square Print Sale dispõe de 60 fotos com formato 15 por 15 cm feitas com altíssima qualidade de impressão e disponíveis por 100 dólares (assinadas ou com selo especial). A seleção traz trabalhos de Martin Parr, René Burri, Elliott Erwitt, Tim Hetherington, Newsha Tavakolian, Peter van Agtmael, Eve Arnold e muitos outros grandes nomes da fotografia mundial.

Entre eles está uma imagem do renomado Alex Webb, a FHOX entrevistou o fotógrafo. Confira abaixo:

O que pode dizer sobre essa iniciativa relacionada ao momento decisivo de Henri Cartier-Bresson?

Alex Webb – Cartier-Bresson tinha um impecável senso de timing. O que nos referimos hoje de forma mais solta sobre o momento decisivo mostra o impacto sobre inúmeros fotógrafos. Muito difícil pensar em outro fotógrafo que tenha tido um efeito tão profundo em tantos e diferentes tipos de fotógrafos, mesmo aqueles que se mostram muito diferentes no estilo comparados ao Cartier-Bresson.

Como o trabalho de Cartier-Bresson impactou a sua carreira?

AW – Eu sempre fiquei intrigado pelo início da trajetória dele, nas fotos antes da guerra que traziam uma ambiguidade surreal. Sobretudo as fotografias na Espanha. Ainda que eu seja um grande admirador do seu timing, o senso que ele tinha do momento, creio que era a natureza questionadora do seu trabalho o que mais me intriga. O trabalho dele que mais admiro engloba a complexidade e o paradoxo do mundo. Ao invés de apresentar resposta, sua obra simplesmente levanta questões.

Foto: Alex Webb
Foto: Alex Webb

O que pode dizer sobre a sua foto selecionada para esta coleção?

AW – Eu fotografei em Havana (Cuba) em 1993, essa fotografia para Square Print Sale, é da minha primeira viagem para Cuba. Logo após o fim do suporte dos soviéticos ao governo de Castro. Um tempo de muita privação e dificuldades para os cubanos. Ainda assim, Enquanto perambulava pelas ruas de Havana e outras cidades e ilhas, sempre encontrava (paradoxalmente) um mundo impregnado de um certo lirismo. Eu escolhi essa imagem em particular para prestar uma homenagem ao Cartier-Bresson. Pois creio que em algum nível, mostra as contradições das ruas de Havana no começo dos anos 90. Algo que parece remeter a Espanha que Cartier Bresson fotografou no começo da década de 1930.