Por Mozart Mesquita
É jornalista da Revista FHOX e diretor da Feira Fotografar. mozart@fhox.com.br

O primeiro viral a gente nunca esquece

"Não acreditei quando percebi que o vídeo que ele falava era o meu, dando voltas por aí"

por Revista FHOX Publicado há 3 anos atrás | por Mozart Mesquita

Vai fazer quase um ano. Em setembro do ano passado, estava em Nova York a convite da Canon para cobrir o Canon Expo, evento que acontece de cinco em cinco anos e que resume as novidades da marca para os diferentes segmentos no campo da imagem.

O evento no primeiro dia era apenas voltado a jornalistas e alguns convidados. Fazíamos um tour guiado pelos diferentes setores do show. Passamos pelo espaço de fotografia (captura e impressão) e vídeo/cinema, depois a impressionante área de segurança e câmeras de vigilância e, em seguida, se não me engano, entramos numa área de soluções para a casa num conceito de gerenciamento da memória da família. Fotos em alto relevo, impressão em vários substratos, fotolivros, etc. De repente, no meio da sala da casa futurista, uma mesa futurista chamava muita atenção.

Nosso grupo de brasileiros se organizou ao redor dela e resolvi gravar a apresentação, a partir do meu iPhone. Fiz quatro vídeos de menos de um minuto. E, embora pudesse postar diretamente, como estava no meio de uma apresentação, enviei para a redacão de FHOX e pedi para que subissem comentando que FHOXonline estava no evento cobrindo as novidades. Enviei de forma despretensiosa e segui meu tour. Devia ser umas 11 horas nos EUA, meio dia no Brasil.

Duas horas depois, trocando algumas mensagens pelo WhatsApp com meu irmão, recebi a informação de que o vídeo estava bombando, não lembro os números, mas sei que foi crescendo rapidamente. E foi virando uma coisa estranha. Uma página com grandes seguidores no Brasil repostou o vídeo sem dar créditos. Achei surreal e vi meu irmão ficar bravo e se posicionar pedindo o crédito, que eles deram depois.

No dia seguinte, logo na entrada do evento, encontrei pessoas que haviam chegado do Brasil. Papo vai e papo vem, o amigo de um amigo comenta que estava supercurioso com uma mesa que ele tinha visto num vídeo que havia recebido por WhatsApp. Não acreditei quando percebi que o vídeo que ele falava era o meu, dando voltas por aí. Naquele momento notei que tinha feito, meio sem querer, um viral, meu primeiro na verdade. Abaixo, você pode aquele que foi meu primeiro viral.