O alimento do amor…

Amamentar.. ato de doação e AMOR, desde SEMPRE e para SEMPRE

por Revista FHOX Publicado há 2 anos atrás | por Lidi Lopez

Foi com muito carinho e também muita coragem que, a convite do meu querido amigo Léo, aceitei escrever para o site da revista FHOX. Ele me deixou a vontade para falar sobre qualquer tema, então, resolvi não falar de fotografia, nem do estilo que eu criei ou sobre fotografia gestante.

11-Lidi-LopezLidi Lopez

Resolvi falar de um projeto meu chamado “Amamentar é legal”. O índice de mães que amamentam no Brasil tem crescido muito nos últimos 10 anos. Segundo o site do governo, 41% das mães já amamentam seus filhos exclusivamente até os 6 primeiros meses de vida, dobro das taxas registradas nos Estados Unidos, Reino Unido e China.

10-Lidi-LopezLidi Lopez

Além de promover saúde, o leite materno faz bem ao planeta, já que não precisa de outro recurso para ser ofertado às crianças. Essa é a mensagem da Semana Mundial da Amamentação deste ano, campanha que tem o apoio da Sociedade Brasileira de Pediatria e do Ministério da Saúde.

9-Lidi-LopezLidi Lopez

De acordo com dados da revista The Lancet, o ato de amamentar tornou-se mais comum no Brasil a partir de 2006. Na década de 1970, as crianças brasileiras eram amamentadas, em média, por dois meses e meio. Em 2006-2007, essa média subiu para 1 ano e dois meses. “Temos de ter orgulho desse avanço que é capaz de salvar vidas”, ressalta Ricardo Barros, Ministro da Saúde. A revista aponta que o aumento se traduz em uma economia em tratamentos de saúde de US$ 6 milhões no Brasil.

8-Lidi-LopezLidi Lopez

Amamentar em público é um direito garantido por lei em alguns estados do Brasil: Santa Catarina; São Paulo; Rio de Janeiro; Mato Grosso e, mais recentemente, Minas Gerais. Segundo a Ascom/Consea, quem constranger ou desaprovar a amamentação em público em Minas Gerais, por exemplo, será multado em R$ 975,42. O valor dobra em caso de reincidência, chegando a R$ 1.950,84. Em São Paulo, a lei prevê uma multa de R$ 500 a quem impedir a amamentação em público. Em caso de reincidência, o valor também será dobrado.

7-Lidi-LopezLidi Lopez

Isso não é bom… É Maravilhoso! Podermos exercer nossos direitos de mãe como qualquer outro cidadão, tendo garantida nossa integridade e respeito que merecemos!

Antes de saber de tudo isso, só pela beleza do amor que há envolvido nesse ato, resolvi abraçar a campanha de amamentação fotografando mães amamentando, porque, além de quebrar preconceitos e paradigmas, eu ainda queria falar sobre esse sentimento tão especial e particular entre mãe e filho. Encontrei durante todo esse processo, algo muito maior que o ato em si: encontrei muita doação e muito amor.

6-Lidi-LopezLidi Lopez

Fotografei mamães extremamente magras, decorrente de terem se forçado a fazer dietas por conta de alergia a proteína do leite que o bebê possuía, mães que tinham feridas no peito, porém muitas já cicatrizadas, em decorrência da amamentação, mães que são mordidas pelo bebê quando os dentinhos estão nascendo… Em todas elas encontrei resiliência, paciência, doação e muito, muito amor.

5-Lidi-LopezLidi Lopez

Mas não foi só isso. Encontrei, enquanto os bebês mamavam, atos de carinho, troca de olhares, sorrisos íntimos, lugares onde eu nunca poderia chegar, porque nesse mundo estavam somente eles, mãe e filho. Então eu só pude observar: mãozinhas no cabelo da mamãe, na boca, nariz, olhos, conhecendo todo aquele universo de carinho e amor que só a mãe pode dar, além do cheiro que só ela tem. Pude, nesses momentos, recordar dos anos que amamentei os meus filhos, e a saudade que me deixou também.

4-Lidi-LopezLidi Lopez

Aprendi que tinha que fotografar quietinha, porque eles me deram os limites daquela relação. Aprendi a silenciar, observar e retratar, mas ainda estou prendendo muito. Aprendendo que grávidas podem amamentar em algumas condições, aprendendo que além de salvar vidas, o leite materno ainda cura doenças e ainda faz bem ao meio ambiente.

3-Lidi-LopezLidi Lopez

Pode ser melhor que isso? Ah, pode sim. Porque o AMOR pode mudar o mundo.. já ouviram falar sobre isso? Acho que as mães foram as primeiras a saber!

2-Lidi-LopezLidi Lopez
1-Lidi-LopezLidi Lopez