Alimento para mentes fotográficas em tempos de coronavírus

O fotógrafo e cineasta Raphael Bittencourt dá belas dicas de filmes, séries e sites que vão agradar quem curte muito fotografia

por Revista FHOX Publicado há 2 meses atrás | por Raphael Bittencourt

O vírus corre solto lá fora e nós aqui dentro casa. Ao que tudo indica, ainda levará algumas
semanas para sairmos do castigo. Além de todas as preocupações com trabalho, saúde e as
questões financeiras, a medida que os dias se passam, a paciência em garimpar boas opções
de entretenimento e cultura vão se esgotando.

Pensando nisso criei uma pequena lista de filmes, séries, websites e leituras online para não
morrermos de tédio nas horas que sobram depois de bater ponto no home office. Tudo sob o
um ponto de vista fotográfico e cinematográfico. Procurei também fazer sugestões que sejam
gratuitas ou que estejam inclusas um serviço pelo qual você provavelmente já paga, como as
diversas opções de streaming.

Vamos lá então:

FILMES
– Cold War (Amazon Prime) – Filme polonês que concorreu ao Oscar de melhor filme de língua
estrangeira e também à melhor cinematografia ano passado. Foi feito em preto e branco no
mais autêntico estilo noir. Sensacional o trabalho de luz e sombra.
– Blade Runner 2049 (Amazon Prime, VUDU, YouTube) – Deu a Roger Deakins seu primeiro
Oscar de Melhor Cinematografia, em 2018. O segundo ele levou pelo trabalho no filme 1917,
que concorreu na última edição do Academy Awards, em 2020. Blade Runner é um trabalho de
fotografia primoroso que mistura elementos noir com todo o visual distópico, ora seco e agreste
como um western, ora obscuro e sujo como em um filme de terror. Em alguns momentos é
clinicamente minimalista e limpo, como em 2001, Uma Odisséia no Espaço. Uma prova da
versatilidade do diretor e fotografia.
– Seven (Amazon Prime, VUDU, YouTube) – Dirigido por David Fincher, o mesmo que dirigiu
mais recentemente a série Mind Hunter, é misterioso e obscuro, como um bom suspense
policial com pitadas de horror pode ser. Primoroso trabalho de iluminação, como num filme noir,
mas repleto de texturas que o tornam adequadamente “sujo”. O visual do clima eternamente
chuvoso lembra, mantendo as devidas proporções, lembra o que vemos em outro filme
fotograficamente interessante que é O Corvo. A diferença é que neste a paleta de cores pende
mais para os tons mais frios e naquele para algo um pouco mais quente e causticante em
alguns momentos, apesar da chuva.
– Cidade de Deus (Amazon Prime, VUDU, YouTube) – Precisamos de representantes
brasileiros na lista, claro. Dirigido pelo ótimo Fernando Meirelles, que também dirigiu Dois
Papas e O Jardineiro Fiel entre outros. Quem assina o primoroso trabalho de fotografia é o
brasileiro César Charlone, que também assina a fotografia dos outros dois filmes de Meirelles
citados acima. Em Cidade de Deus a dupla criativa conseguiu criar uma linguagem de câmera
extremamente intensa e dinâmica que depois pavimentou o caminho para produções como
Tropa de Elite, de José Padilha. As variações de luz, a riqueza de texturas e a paleta de cores
passam muito bem as diferentes passagens de tempo e a atmosfera quente, quase sufocante
daquela realidade nos morros do Rio de Janeiro. Até hoje é um dos filmes brasileiros mais
referenciados dentro e fora do Brasil, pela fotografia, direção e edição.
– O Labirinto do Fauno (NETFLIX, Amazon Prime, VUDU, YouTube) Do diretor mexicano
Guillermo del Toro, ganhou três Oscar, entre eles o de Melhor Cinematografia, em 2007. O
filme é classificado como fantasia, drama e guerra e sua fotografia marcada por altos contrastes, mas predominantemente escura dá um ótimo suporte a trama misteriosa e mágica
ao mesmo tempo. Uma marca nos filmes de Guillermo como podemos verificar também em A
Forma da Água e Hellboy.

SÉRIES
– Altered Carbon (NETFLIX) – Se você gostou de Blade Runner, provavelmente vai gostar de
Altered Carbon. Os criadores da série certamente beberam daquele filme, mas também
podemos ver similaridades com Metrópolis, O Quinto Elemento, X-Máquina, O Exterminador do
Futuro e The Matrix entre outros. A fotografia e a produção, são excelentes.
– Mind Hunter (NETFLIX)- Série dirigida por David Fincher, que desenvolveu seu olhar clínico e
controle preciso sobre o visual de seus filmes na publicidade e na produção de music videos. O
estilo é misterioso, obscuro, minimalista. Nada da agitação dos sci-fi e séries de ação
tradicionais. O ritmo é mais lento e mais mental. Atenção redobrada para a fotografia com luz
movimentos e composições precisas. Note a paleta de cores. Em certos momentos parece algo
saído das pinturas de Edward Hopper. A semelhança visual e rítmica com o filme Seven,
também dirigido por Fincher é evidente.
– The Handmaids Tale (HULU, NET NOW, GloboPlay) – Uma fotografia linda, impecável, para
contar de uma maneira muito inteligente a história de uma realidade terrível. A luz, os
enquadramentos e a paleta de cores fazem da fotografia da série uma verdadeira obra de arte.
Certos planos parecem verdadeiras pinturas e são repletos de significados e metáforas visuais.
– Breaking Bad (NETFLIX) – Se você não viu ainda, não sei o que está esperando. Na minha
opinião é uma das melhores séries de todos os tempos, seja pela fotografia excelente, pelo
roteiro sensacional ou pelas atuações multi-premiadas. A série é bastante contemporânea e
episódios bem diversificados, mas ainda assim mantendo uma boa unidade no visual. Usam e
abusam de planos e enquadramentos não tradicionais, paleta de cores bem marcantes, mas
“sujas”, contrastes altos. Assim como Matrix foi referência de estilo em sua época, estilo de
Breaking Bad inspirou diversos outros materiais. O principal spin off é a série Better Call Saul,
mas temos também o filme El Camino, pra citarmos o óbvio.
– Stranger Things (NETFLIX)- A série de fantasia, horror e drama virou referência como
produção de época. Toda a produção, figurino, música e, claro, fotografia criaram um conjunto
único. Conseguiu algo praticamente impossível: matou as saudades de todo mundo que viveu
a época dos lançamentos de ET, Goonies, Alien (o primeiro), Gremilins, Indiana Jones, entre
outros. Ao mesmo tempo criou um sentimento de “saudades daquele tempo que não vivi” numa
geração muito mais nova. Literalmente fascinou pais e filhos. O trabalho e fotografia foi
fundamental para criar essa atmosfera de anos 80. Como normalmente acontece em séries
desse porte, mais de um profissional assinou a fotografia: Tim Ives (House of Cards – 2013),
Tod Campbell (Mr. Robot – 2015), Lachlan Milne (Down Under 2016) e David Franco (Resident
Evil: Afterlife – 2010).

WEBSITES INFORMATIVOS (fora o da FHOX, claro)
DPreview.com – uma das minha principais referências no que diz respeito a lançamentos no
mercado fotográfico e mais recentemente também audiovisual. Além das avaliações técnicas
extremamente detalhadas de equipamentos como câmeras, lentes, acessórios e outros
equipamentos, eles têm muito conteúdo de natureza criativa também. Artigos e entrevistas com

fotógrafos, diretores de fotografia, galerias de fotos, cobertura de eventos relacionados. Um
website bem completo.
petapixel.com – outro website com um mundo de informações, porém bem menos técnico que
o Dpreview. Ainda assim, bastante coisa sobre lançamentos. Muitas entrevistas e artigos sobre
fotografia, seja pelo lado criativo e estético, seja pelo lado mais técnico e educativo. Abordam
tendências e assuntos que de alguma forma giram em torno da fotografia.
deke.com – Quem quiser aproveitar a quarentena para aprender novas (ou antigas) técnicas de
tratamento e edição digital de imagem e também um pouco de design e ilustração vai encontrar
literalmente centenas de tutoriais muito bem ilustrados aqui.
Hurlbut Academy ( https://www.youtube.com/user/HurlbutVisualsLA/featured ) – Esse é o canal
no Youtube do famoso diretor de fotografia Shane Hurlbut. Autor de livros e referência técnica e
criativa ele já fotografou dezenas de comerciais, filmes e séries. No canal dele você vai
encontrar muita informação sobre cinema, muita técnica aplicada ao cinema e análise de
filmes. Um prato cheio pra quem adora cinema e o que acontece por áreas das câmeras.
Muitos diretores de fotografia e outros profissionais convidados participam das análises.
premiumbeat.com – Aqui vicie encontra desde livros completos sobre produção de filmes na
prática para baixar gratuitamente ( https://www.premiumbeat.com/blog/free-filmmaking-books-
and-guides/ ) e também muitos tutoriais e conteúdos relacionados a produção e técnica
cinematográfica.