Daniel Chicote
Por Daniel Chicote
Passei a infância no interior de SP e cresci tendo sonhos de viajar e fotografar o mundo. Tive a oportunidade de atravessar o Deserto de Sal da Bolívia, chorar muito com a beleza de Machu Picchu, contemplei o céu mais estrelado do mundo no Atacama, bebi cerveja direto da fonte na Alemanha, tomei o Absinto mais forte da minha vida em Praga, fugi de torcida organizada na Argentina, e pude me sentir criança com o Pateta na Disney. Profissional de Marketing & Creative Solutions, com mais de 24 anos de experiência e sou fotografo formado pela Escola Panamericana de Arte e Design. contato@danielchicote.com.br

7 coisas (importantes) para pensar antes de clicar

por Revista FHOX Publicado há 1 mês atrás | por Daniel Chicote

Sempre que vamos tirar uma fotografia, estamos assumindo um ponto de vista. Sem dúvida, podemos “sentar o dedo” e tirar milhares de fotos de um mesmo objeto/local, na esperança de que algum destes clicks sejam o melhor.

Afinal de contas, porque voltar com apenas 01 click se eu posso voltar com 100 e escolher 10 fotos entre todas, certo?

Certo, mas nem tanto.

O ideal – e obviamente aqui depende do seu tempo e do tipo de trabalho que você esteja realizando – é você desacelerar um pouco e levar um tempo extra para pensar sobre a fotografia, e não simplesmente sair clicando com um doido.

Uma maneira pratica de aprendermos a ter mais atenção com a nossa fotografia e tirar mais fotos com intenção e sentido, é seguir uma pequena lista mental de coisas que você pode fazer antes de pressionar o botão do obturador.

Listei abaixo 07 coisas que você pode se perguntar – antes de clicar – para garantir que a sua fotografia seja a melhor possível.

 

  1. Encontre seu ponto focal – e o fortaleça
Sem esse ponto singular, no entanto, uma foto pode aparecer sem propósito, caso o assunto fotografado estivesse no centro da cena.

Todo mundo concorda que o ponto o ponto focal é a parte mais importante de uma imagem, porque ele é o responsável por ancorar a atenção do espectador. Depois que essa atenção é capturada, o ponto focal pode levar os nossos olhos a outros elementos dentro da cena.

 

  1. Percorra os olhos através de linhas guias
Tudo depende de como você espera que seu público experimente a fotografia, e as chamadas linhas guias podem fazer toda a diferença.

Fique atento nas linhas principais que ocorrem naturalmente a sua volta para que você possa tirar proveito delas. Talvez você queira usá-las para orientar os olhos do espectador em direção ao ponto focal da foto, ou talvez queira usar essas linhas para atrair o espectador para um horizonte distante.

 

  1. Considere outras perspectivas

Antes clicar, pergunte se está tirando a foto da melhor perspectiva possível. Pare por um instante e reflita: Existe algum outro lugar para capturar melhor seus objetos e a paisagem? É possível que fotografar de cima ou de baixo comunique melhor o sentimento que você deseja criar?

 

  1. Cheque seu segundo plano

Um erro comum (e um dos piores que podemos cometer como fotógrafos) é focar tanto em nosso assunto que não prestamos atenção suficiente ao plano de fundo antes de tirar nossa foto e seguir em frente.

Isso pode resultar na presença de elementos de fundo perturbadores que diminuem a intensidade do ponto focal e, nos piores cenários, a qualidade da foto como um todo.

  1. Pergunte se a LUZ está realmente boa, e o que você pode fazer para melhorá-la.

Evite uma iluminação muito dura ou muito amarela, posicionando-se intencionalmente longe da luz solar direta ou usando modificadores de luz como refletores. Se você estiver gravando em um estúdio, considere diferentes disposições de iluminação. Além disso, pergunte a si mesmo sobre o “mood” desejado da sua foto e verifique se a iluminação alcançada contribui adequadamente.

 

  1. Verifique sempre a sua composição – ainda que mentalmente!

Não importa quão complexa seja a sua composição, nunca é uma má ideia voltar ao básico. Em sua cabeça, considere a posição de sua câmera, a orientação do horizonte, a Regra dos Terços, se você alcançou o senso de escala desejado em sua foto e qualquer outra coisa que considere importante para sua composição.

Mantenha essa lista de verificação basicamente sempre a mesma para que se torne um hábito, e logo você não precisará pensar duas vezes sobre isso.

  1. Entenda o Triangulo da Exposição corretamente

Quando se trata de acertar as configurações da câmera antes de pressionar o obturador, a combinação das três variáveis de controle (Velocidade, ISO e Diafragma) é um dos conceitos mais importantes que você pode dominar para garantir que você tenha uma foto adequadamente exposta.

Antes de pressionar o botão do obturador, pense na relação entre a velocidade do obturador, a abertura e as configurações ISO.

— 

São esses os 07 passos que eu considero importante para se tirar uma boa fotografia. Com certeza, existem muito mais para serem abordados. Caso queira, clica aqui para saber mais e garantir gratuitamente o donwload de uma apostila básica de fotografia.

E agora uma coisa importante que você deve ter na cabeça SEMPRE: Não há qualquer problema em quebrar “as regras”, se você fizer isso com “propósito”! 

A preparação mental de cada fotógrafo para tirar uma foto será diferente, mas espero que isso lhe dê algumas ideias ao preparar seu próprio fluxo de trabalho fotográfico e fazer um esforço para se tornar um fotógrafo mais atento antes de pressionar o botão do obturador.

Valeu.

Boa Luz.

Abraços,
Daniel Chicote

Daniel Chicote – “Passei a infância no interior de SP e cresci tendo sonhos de viajar e fotografar o mundo. Tive a oportunidade de atravessar o Deserto de Sal da Bolívia, chorar muito com a beleza de Machu Picchu, contemplei o céu mais estrelado do mundo no Atacama, bebi cerveja direto da fonte na Alemanha, tomei o Absinto mais forte da minha vida em Praga, fugi de torcida organizada na Argentina, e pude me sentir criança com o Pateta na Disney. Profissional de Marketing & Creative Solutions, com mais de 24 anos de experiência e sou fotografo formado pela Escola Panamericana de Arte e Design”. contato@danielchicote.com.br