3 semanas atrás

Registros do Carnaval na Quebrada

Da zona sul até a zona leste, passando pela zona norte, ao todo o coletivo fotografou 11 blocos de Carnaval

por Revista FHOX

Não é dia de #tbt, mas é dia de dizer que já têm muita gente com saudades do Carnaval. A maior festa popular do Brasil é sempre marcada por muito riso e também registros memoráveis. E, assim como na Copa do Mundo, o Coletivo DiCampana circulou pelas ruas das periferias de São Paulo para registrar a alegria dos moradores em diversos tipos e estilos de comemorações.

Da zona sul até a zona leste, passando pela zona norte, ao todo o coletivo fotografou 11 blocos de Carnaval. Eles foram: Cordão Folclórico de Itaquera – Sucatas Ambulantes, Cordão do Congo, Bloco do Jatobá, Bloco Favela Chic, Bloco na Labuta, Bloco do Hercu, Bloco Afro É di Santo, Bloco Afro Percussivo Batuquedum, União de Bairros, Embondeiro Queixada, Blocx 100 Lei.

Perguntado aos integrantes como eles definiriam as imagens, se elas pudessem ser traduzidas em uma única frase, eles enfatizaram que o “Carnaval na quebrada é sinônimo de festa de rua em família”.

Essa não é a primeira vez que o DiCampana captura imagens da folia do Carnaval nas ruas. Como coletivo, esse foi o terceiro ano. No entanto, os integrantes já registravam o carnaval antes do Foto Coletivo existir.
Leia também: O Futebol vive nas ruas: coletivo registra a copa 2018 nas periferias de São Paulo

Sobre novas coberturas, os fotógrafos explicam que querem fazer muitas coisas, mas acabam sendo impedidos por conta de outras atividades.

“Sempre nos reunimos para conversar sobre assuntos que podemos fotografar. Queremos fazer muitas coisas, mas somos reféns do tempo e de atividades além do coletivo, então vamos fazendo aos poucos, mas estamos sempre fazendo”.

Vale a pena conhecer mais sobre o Foto Coletivo, que tem como objetivo quebrar estereótipos das imagens sobre as periferias e favelas no Brasil. Além disso, eles também criaram um banco de imagens com o intuito de contribuir com a criação de um imaginário que contemple os múltiplos recortes dos bairros mais afastados dos grandes centros.

Confira abaixo as imagens do Carnaval feitas pelas DiCampana Foto Coletivo: