10 meses atrás

“A Marujada de Dois Santos”

por Revista FHOX

A festa popular do nordeste do Pará mereceu registro do Flavio Contente que conta como ela é. Veja a seguir.

Tracuateua está na mesorregião bragantina, região nordeste do Pará e tem na religiosidade uma característica marcante no perfil da população. A Marujada que ocorre há 76 anos e homenageia a São Benedito e a São Sebastião acontece sempre no período de 19 a 21 de janeiro e movimenta a cidade entorno desta religiosidade.

A Marujada é um ritual de caráter religioso. Tem nas danças com indumentária de cores específicas trajadas por devotos, momentos de extrema beleza, de movimentos, de rituais de cortejo e levantamento dos mastros que representa o início da festividade, nas homenagens de grupos sociais locais e na procissão, os seus momentos principais que emocionam a todos.

Em 2018, o grupo local artístico Farofa Cultural realizou uma homenagem lúdica, encenando pela primeira vez na história o tema: “São Benedito e São Sebastião: da opressão a tradição”, que contou a história da marujada nas suas origens.

Um momento também inédito e marcante foi o abraço realizado por marujos e marujas, no entorno da Igreja Matriz, que em 75 anos nunca havia ocorrido.

No dia 20, os devotos realizaram a grande procissão em louvor ao santo padroeiro, São Sebastião e, ao santo protetor, São Benedito, pelas principais ruas da cidade. Por ter no traslado as duas imagens, esta festividade realizada no Município de Tracuateua, tem caráter e identidade únicos: A Marujada de Dois Santos.