Variedades 4 semanas atrás

A fotografia como ferramenta de inclusão

A fotografia tem um poder enorme de cura e humanização. E foi justamente cumprindo esse papel que ela foi usada para fazer o bem no estado do Acre.

por Revista FHOX

A fotografia tem um poder enorme de cura e humanização. E foi justamente cumprindo esse papel que ela foi usada para fazer o bem no estado do Acre. Depois de ouvir que sua filha não poderia participar de um concurso de beleza por ser cadeirante, a servidora pública Alderlene Oliveira criou o projeto “De Porta em Porta” com o apoio de um casal de fotógrafos, Renatta Oliveira e Ícaro Passos.

O projeto surgiu com a  proposta de fotografar crianças com necessidades especiais para mostrar que elas também podem ser inseridas no mundo da moda e da beleza, tendo suas autoestimas preservadas e solidificadas através da fotografia.

A pequena Isabella, de 7 anos, os irmãos Jesus e João, de 10 e 4 anos, respectivamente, e a Helena, de 5 anos, posaram para um ensaio fotográfico cheio de encanto.

A pequena Isabella, com um sorriso que contagia

Alderlene conta que a filha teve paralisia cerebral aos 11 meses de vida e de lá para cá usa cadeira de rodas. Segundo a mãe, a menina adora tirar fotos e quando vê uma câmera focando nela “se transforma”.

“A ideia surgiu a partir de uma experiência desagradável que eu tive. A resposta que eu tive da organização do concurso foi que cadeirante não podia participar pelo fato de não venderem. Aí, conversei com a fotógrafa Renata, que já tinha feito um ensaio da Isabella, e disse que queria montar um grupo de mães que a gente pudesse fazer a divulgação de lojas e assim surgiu o projeto”, disse Alderlene.

Para o fotógrafo Ícaro Passos, fazer o ensaio fotográfico das crianças é a realização de um sonho. Pois, junto com a namorada, ele pretende ampliar e fazer fotos de ainda mais crianças com necessidades especiais.

Leia também: Ensaio fotográfico de crianças com microcefalia 

“No primeiro momento fizemos as fotos com essas mães que já conhecíamos, mas depois que divulgamos as fotos, várias outras mães estão procurando e querendo participar. Tanto que agora vamos até ver como fazer para todo mundo participar. A Ideia é mostrar que são crianças que podem ser fotografadas como qualquer uma outra e podem ser incluídas no mercado da moda também”, disse o fotógrafo.

Confira o resultado do trabalho:  

Conheça mais sobre o projeto de fotografia através de suas redes sociais: Instagram | Facebook