Conheça o ImageCon - Conferência do Imaginário

“Paço, a praça e o morro” mostra as transformações da região central do Rio

A partir do dia 24 de junho o Instituto Moreira Salles expõe fotografias do seu acervo no Paço Imperial, no Rio de Janeiro. A exposição O Paço, a praça e o morro é composta por 200 imagens de grandes mestres da fotografia brasileira, além de fotógrafos anônimos e amadores que registraram o centro da cidade entre os anos de 1860 e 1930, período em que o Rio foi capital do Império e da República.

A mostra é um desdobramento da exposição “Rio primeiras poses”, realizada pelo IMS ao longo de 2015, agora com um olhar dirigido especificamente ao território onde a cidade nasceu e se desenvolveu.

[media-credit name=”Rioby Ferrez” align=”alignnone” width=”700″]rio-de-janeiro-republica[/media-credit]

Os registros fotográficos reunidos são uma oportunidade de se confrontar in loco a evolução histórica de uma importante região da cidade, formada por este edifício e seu entorno − a praça ou largo do Paço, hoje praça XV de Novembro, e o próprio marco fundador da cidade, o morro do Castelo, removido há quase um século da paisagem e, consequentemente, também da própria memória que se tem da cidade.

As profundas e constantes transformações em sua região central nos últimos 120 anos são fundamentais para se compreender o Rio de Janeiro dos dias de hoje. As fotografias de época reunidas em “O Paço, a praça e o morro” permitem que se compreenda o processo de crescimento e expansão urbana da cidade.