News 5 meses atrás | Colaboradores

MAM São Paulo apresenta ateliês de artistas em série de lives do Instagram

Programação acontece aos sábados com artistas e curadores que integram o Clube de Colecionadores do Museu

por Revista FHOX
CulturaFollow Da série Penitentes: dos Ritos de Sangue à Fascinação do Fim do Mundo (Grupo de Penitentes de Belém do São Francisco – PE), 2006/11, Guy Veloso

Artistas que integram o Clube de Colecionadores do MAM São Paulo abrem seus espaços de trabalho em uma série de lives no Instagram do Museu de Arte Moderna de São Paulo (@ mamoficial ). A programação do #LiveNoAteliê acontece aos sábados, às 15h, com conversas entre os artistas e os curadores Eder Chiodetto, a frente do Clube de Colecionadores de Fotografia, e Felipe Scovino, responsável pelo Clube de Gravura.

Em 13 de junho, o fotógrafo paraense Guy Veloso participa de conversa com Eder Chiodetto .  Veloso fez parte da edição de 2011 do Clube de Colecionadores de Fotografia. Por cerca de vinte anos, ele viajou por estados brasileiros para registrar rituais de penitentes, de irmandades secretas e místicas do país, que saem durante a quaresma e a semana santa à noite em procissão rezando por espíritos sofredores. No encontro virtual, ele fala sobre essa experiência e compartilha sua pesquisa em torno da religiosidade e das investigações acerca do uso do corpo como transcendência.

Guy Veloso – Foto via a4&holofote comunicação

 

Óculos, 2017, Artur Lescher

No dia 27 de junho, é a vez do artista Artur Lescher abrir seu espaço de trabalho. Em conversa com Felipe Scovino, ele fala sobre sua pesquisa e da articulação que faz entre matéria, forma e pensamento. Lescher participou da edição de 2017 do Clube de Colecionadores de Gravura. É conhecido principalmente por suas obras tridimensionais, e tem no diálogo singular, ininterrupto e preciso com o espaço arquitetônico e o design, e na escolha dos materiais, que passam pelo metal, pedra, madeira, feltro, sais, latão e cobre, elementos fundamentais que reforçam a potência de seu trabalho.

Artur Lescher – via a4&holofote comunicação

A ação celebra o lançamento da edição de 2020 do Clube de Colecionadores do Museu, programa criado para fomentar o colecionismo e incentivar a produção artística brasileira. A associação a cada clube é anual e, a partir de 2020, é possível adquirir de três a cinco obras comissionadas de um único clube.

O lançamento deste ano reúne obras inéditas de 11 artistas, são fotografias e gravuras comissionadas pelo Museu e produzidas em tiragens limitadas de 70 exemplares.

avaf, Cinthia Marcelle, Daniel Senise, Ivan Grilo e Lia Chaia são os artistas convidados por Eder Chiodetto, curador do Clube de Fotografia, para compor a nova edição. E, no ano em que o Clube completa 20 anos, o Museu presta homenagem a Mário Cravo Neto (1947-2009), um dos mais renomados fotógrafos brasileiros, com produção excepcional da obra Menina de branco, festa do Bonfim, Salvador (1994). Sob curadoria de Felipe Scovino, o Clube de Gravura reúne trabalhos de Ascânio MMM, Cadu, Débora Bolsoni, Marcelo Silveira e Vera Chaves Barcellos.

O espaço físico do MAM São Paulo está fechado em função da pandemia do Covid-19, mas o museu se mantém presente no dia a dia do público por meio de uma intensa programação online. O #MAMonline traz ações artísticas, culturais e educativas que convidam a refletir, pesquisar e inspirar.

A programação diária é destinada ao público de todas as idades e traz propostas diversas. No site do Museu, é possível visitar mais de dez mostras emblemáticas exibidas nos últimos anos na instituição por meio de tour virtual, produzido pela 3D Explora, como também acessar as narrativas do Google Arts&Culture. Entre as exposições, estão Sinais/Signals, com monotipias e objetos gráficos de Mira SchendelIsmael Nery: feminino e masculinoque apresenta nus, retratos, autorretratos e obras surrealistas criadas por Nery; e MAM 70: MAM e MAC USP, coletiva que reúne obras do período inicial do Museu, entre 1949 e 1963, até trabalhos que entraram para o acervo após essa data e integram coleções do MAM e do MAC USP.

Nas redes sociais, o Museu compartilha sua trajetória e backstage por meio das hashtags #HistóriasdoAcervo #tbt (do inglês “throw back Thursday”), às quintas-feiras – nesta última, a estreia foi uma miniaula do curador Felipe Chaimovich sobre o impressionismo e o Brasil, parte da exposição homônima que ocorreu em 2017. Uma proposta semelhante, mas com foco em criadores, é feita por meio de #ArtistaDaSemana. Toda semana é publicado conteúdo sobre artistas cuja trajetória tenha se entrelaçado à do MAM. A interação entre o público e o Museu também acontece por meio do #MAMquiz, que traz temas e perguntas diversas sobre a instituição e sua programação no Instagram Stories.

O Museu promove também lives em libras no Instagram sobre mediação cultural, educação, culturas e artes surdas na instituição. As conversas são comandadas por Leonardo Castilho, educador surdo do MAM, e apresentadas simultaneamente em seu perfil do Instagram (http://www.instagram.com/leocastilho) e na rede social do Museu (www.instagram.com/mamoficial). A live acontece em Libras, acompanhada pela voz de uma tradutora intérprete de Língua Brasileira de Sinais.

Oficinas, contação de histórias e experiências poéticas ficam a cargo do MAM Educativo. A equipe do Educativo propõe atividades para pais e crianças participarem sem sair de casa, entre elas, ações ao vivo, no Instagram Live do museu.

Uma vez ao mês, o # MAMParaOuvir compartilha com o público as playlists do perfil do museu no Spotify . A primeira, intitulada Verão Moderno Vol.1, foi produzida pelo Clube Lambada e reúne músicas brasileiras, contemporâneas e jovens clássicos.

Também são publicados conteúdos pela narrativa #HistóriasDoMAM, com depoimentos de pessoas que fazem parte da história da instituição. Séries de conversas entre curadores e artistas do clube de colecionadores acontecem na #LiveNoAteliê, que acontece aos sábados, às 15h. O MAM também participa de debates ao vivo com diversos parceiros, acompanhe as redes sociais para não ficar de fora.

Os tradicionais cursos do museu agora estão disponíveis em formato online, via videoconferência. Os participantes podem se inscrever pelo site em aulas avulsas ou no curso completo. Entre os cursos, estão disponíveis “Por uma história da arte LGBTQ+”, com Lorenzo Merlino, “Arte e mitologia grega”, com Felipe Martinez, e “Filosofia e arte contemporânea” com Magnólia Costa .

A programação está disponível na agenda no site do museu e é destacada semanalmente na newsletter #MAMonline, disponível para cadastro no site. http://www.mam.org.br/MAMoficial

Com informações de a4&holofote comunicação