News 3 meses atrás | Redação

Gabriel Wickbold é o artista convidado para a primeira exposição do #projetearte

No #projetearte, artistas convidados, que atuem nos segmentos de fotografia, vídeo performance e videoarte, tem exposições montadas por equipe da área para apresentação digital em locais públicos e privados, simultaneamente

por Revista FHOX

Galeria ZERØ – Tainara e Pedro Paulo Afonso, em parceria com INC Photography  Julie Schlossman e Monica Paes, dão início à #projetearte com o intuito de levar manifestações artísticas relevantes ao encontro do público agora impossibilitado de ir a galerias, museus e outros locais de exposições e manifestações culturais. Pedro, Julie e Monica idealizaram um formato simples com toques de sofisticação e contemporaneidade uma vez que a internet é um dos acessos principais à sua execução: “o intuito é que o conteúdo seja visto sem as pessoas saírem de casa, através de portas, janelas, o link do site, redes sociais e afins, evitando aglomerações neste período de pandemia” explicam os coordenadores. “Este projeto foi pensado quando fomos obrigados a nos isolar, e ver o mundo pelas telas; fomos privados do contato humano”, explica Julie Schlossman.

Com o passar dos dias, o confinamento fez com que outros atores importantes no cenário – os profissionais de saúde – chamassem atenção e, para o #projetearte, tornarem-se primeiros protagonistas. As exposições transformaram-se em ações solidárias e de carinho para com eles, e também com o grande público, visando propiciar um curto intervalo para um profundo respiro, quase um suspiro, onde as forças se renovam para que cada um continue a lutar, e vencer, suas batalhas.

View this post on Instagram

Nosso primeiro convidado, o fotógrafo Gabriel Wickbold encontrou na fotografia, sua verdadeira vocação artística e é, hoje, um dos mais celebrados fotógrafos brasileiros da nova geração, com seu trabalho reconhecido e aclamado no Brasil e no exterior. Iniciou sua trajetória na profissão em 2006, quando resolveu partir para uma expedição que tornou-se mais tarde sua primeira série de fotografias: Brasileiros. Percorreu por 45 dias o Rio São Francisco, da nascente até a foz, fotografando a comunidade ribeirinha que vive na região. Produziu em 2008 a série Sexual Colors, a partir da demanda de celebridades que o procuravam a fim de ter sua imagem reproduzida por meio do olhar e técnica do artista. Em 2012, Naïve explorou a relação homem-natureza com mostras também no Brasil e no exterior. Na série Sans Tache, de 2014, o fotógrafo provoca uma crítica à relação do homem com o envelhecimento, propondo buscar a beleza nas marcas da pele. Em I am online, de 2016, busca discutir o sufocamento causado pela internet e as máscaras que criamos para sobreviver nas diversas redes sociais. Em sua quinta exposição autoral, I am Light, de 2018, o artista convergiu técnicas fotográficas com a já emblemática construção de instalações humanas, feitas por meio da pintura dos modelos e de aplicações de elementos como o glitter. Com efeito visual de alta performance, suas fotografias são carregadas de temáticas e questionamentos e, mais do que isso: brincam com o limite entre fantasia e realidade de um jeito tão autoral que virou assinatura. #projetearte #galeriazero #incphotography #baladycomunicacao #fiqueemcasa #artecontemporanea #arte

A post shared by Projetearte (@projetearte) on

A seleção de trabalhos do #projetearte será projetada em edificações da cidade com facilidade de acesso visual, em locais a serem informados, ao mesmo tempo em que um link da mostra é disponibilizado no site do projeto para que o público possa assistir, projetar externamente ou dentro de seu próprio ambiente, as obras do artista desta edição. “O refúgio de hoje são as janelas, a porta para o mundo, onde se pode sentir o vento, por onde a luz entra, os cheiros, e podemos ver as pessoas, as poucas que ainda transitam solitárias pela rua”, comenta Monica Paes. A projeção tem tempo médio estimado de 15 minutos e sua frequência é semanal. A agenda estará disponível tanto no site como nas redes sociais do projeto #projetearte.

“É um movimento que, utilizando a internet, cria uma rede de fomentadores que atuam para que a arte chegue à sua vizinhança, utilizando os equipamentos disponíveis e divulgando conteúdo artístico ao seu redor”, explica Pedro Paulo Afonso.

#projetearte surge como um potente anticorpo – arte! Um projeto ambicioso que quer ultrapassar limites: “a barreira física está superada – distância, fuso horário, paredes, portas, grades, portões – pois seja em São Paulo, Tóquio, Berlim, Dubai, Vancouver ou Londres, o conteúdo está disponível para ser projetado”.

View this post on Instagram

O #projetearte surgiu como um movimento da @zerogaleria, @inc_photographybr e @balady_com que pretende engajar as pessoas a levarem arte umas as outras, através da projeção de conteúdos artísticos, disponíveis gratuitamente via internet, nos locais as quais estão inseridas e, criar uma rede de fomentadores que se preocupem que a arte chegue até suas comunidades, utilizando equipamentos próprios e que divulguem também gratuitamente. Através dos conteúdos disponíveis no site do projeto, é possível para qualquer um com um projetor acessa-lo e projeta-lo na parede do prédio vizinho, na casa da frente, no escritório ao lado assim transformando sua vizinhança em uma galeria a céu aberto, podendo ser vista, por todos que estão ao seu redor. Semanalmente estarão disponíveis novos conteúdos gratuitos, de até 15 minutos, dentre eles vídeo-exposições, performances e vídeo-arte sendo que, o #projetearte selecionará diversos locais de grande adensamento populacional durante determinados períodos para também realizar as projeções, incentivando ainda mais que as pessoas também façam parte desse movimento. Lembrando sempre que o intuito é que o conteúdo seja visto sem as pessoas saírem de casa, através de portas, janelas, do link do site, redes sociais e afins evitando aglomerações nesse período de pandemia. #projetearte #galeriazero #incphotography #baladycomunicacao #fiqueemcasa #artecontemporanea #arte

A post shared by Projetearte (@projetearte) on

A primeira projeção é composta por 30 imagens da série “I Am Light”, do fotógrafo Gabriel Wickbold: “A ideia de usar tecnologia para inspirar e criar está presente em meu processo artístico. Nessa série mostro que o ser humano é luz e é do seu interior que parte um universo infinito de possibilidades. Gosto de ousar, de criar, de inspirar e de mostrar novos caminhos usando a tecnologia como ferramenta para compor uma obra de arte. Nesse projeto utilizo técnicas para representar a iluminação espiritual, com os modelos cobertos de glitter desenhando no ar. Foi quase como uma leitura de aura que, vista através da câmera, emana energia vital e revela o que cada ser tem dentro de si, um brilho próprio que precisa para alcançar seu propósito de vida. Nós estamos sempre em evolução.”

A proposta central busca proporcionar um descanso, um momento leve nesse período difícil bem como aproximar as pessoas da fotografia. Um momento de arte, com colaboração de diversos parceiros e artistas que disponibilizam obras de arte e/ou seu trabalho que possibilita essa ação. O #projetearte é possível pela soma das intenções positivas de Galeria ZERØ, INC Photography, Balady Com., Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, Hospital São Paulo, Escola Paulista de Medicina, Visualfarm, Pé de Ferro, La Photo Galeria Global/ GQM. Cada um em sua área de expertise oferece esse presente que visa falar ao coração.

SERVIÇO

#projetearte

Artista: Gabriel Wickbold* – I AM LIGHT

Data: 29 de maio de 2020 – sexta-feira – às 20hs **

Coordenação: Julie Schlossman, Monica Paes, Pedro Paulo Afonso, Tainara Ribeiro Afonso

Realização: Galeria ZERØ, INC Photography, Balady Com.

Apoio Institucional: Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, Hospital São Paulo, Escola Paulista de Medicina, Visualfarm, Pé de Ferro, La Photo Galeria, Global/ GQM

Site: http://www.galeriazero.com.br/projetearte

Instagram: https://www.instagram.com/projetearte/