Eventos 8 meses atrás | Redação

Gustavo Nolasco e Leo Drumond lançam a segunda edição do livro “Os Chicos”

por Revista FHOX

Com histórias de Franciscos e Franciscas, experiências culturais e sociais das pessoas que vivem nas margens do rio da integração, “Os Chicos”, livro vencedor do Prêmio Jabuti 2012 na categoria Fotografia, ganha segunda edição.

Os autores, o fotógrafo Leo Drumond e o escritor Gustavo Nolasco, participam do lançamento, na quinta-feira, 22, durante o seminário “O rio São Francisco me contou”, às 19h, na unidade Estoril do Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH).

Leo Drumond / Nitro

Durante o evento, eles irão falar sobre as transformações que o rio São Francisco sofreu depois de dez anos da expedição que fizeram para a produção do primeiro livro. Nolasco e Drumond percorreram as margens do rio São Francisco de 2007 a 2011, passando pelos estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas.

De forma instigante, decidiram por ouvir histórias apenas de pessoas chamadas “Francisco” ou “Francisca”. O longo trabalho, transformado em livro, revela um pedaço da história do rio da integração nacional por uma ótica até hoje pouco explorada: a partir da narrativa das próprias pessoas que vivem às suas margens.

Bom Jesus da Lapa – BA – Foto: Leo Drumond / Nitro

As experiências humanas, sociais e culturais que os ribeirinhos quiseram mostrar aos autores foram o caminho escolhido para construir uma nova forma de falar sobre a combinação de um bem natural e a necessidade do homem de transmitir, pela oralidade, sua cultura para as novas gerações.

“Foi incrível perceber a diversidade cultural e da formação do povo brasileiro ao longo de um rio. O São Francisco vai muito além das suas belezas físicas, da sua geografia intrigante. Ele é um lugar surreal onde tradição e modernidade convivem juntas, muitas vezes em conflito”, explica Drumond.

Este ano completa-se uma década do início da expedição de Nolasco e Drumond. Neste período, os autores mantiveram ativo contato com as pessoas que conheceram. Revisitaram trechos do rio e foram testemunhas da profunda transformação física, social e cultural do “Velho Chico” e de suas comunidades ribeirinhas.

Belém do São Francisco – PE – Foto: Leo Drumond / Nitro

“Infelizmente, as transformações foram para pior. O rio São Francisco vive uma agonia. Está praticamente morto e ninguém se preocupa com o efeito devastador que isso acarreta não só no meio ambiente, mas também em toda a cultural oral e os patrimônios imateriais que só existem graças à relação homem/rio. Para se ter uma ideia, em Penedo, Alagoas, há poucos quilômetros da foz, as embarcações já estão encalhando”, denuncia Nolasco.

A segunda edição do livro “Os Chicos” foi viabilizada por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. Tendo o patrocínio do Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH). Os autores optaram por não interferirem no conteúdo tanto de texto quanto de fotografias da primeira edição. Apenas a caixa foi remodelada, fazendo uma homenagem ao personagem Zé Francisco, morador da região do Mirante do Talhado, em Alagoas.

Foto: Leo Drumond / Nitro

Serviço: Lançamento da segunda edição do livro “Os Chicos” e seminário “O rio São Francisco me contou”

Local: UniBH | Unidade Estoril | Avenida Professor Mário Werneck, 1.685

Data: 22 de março (quinta-feira) | Às 19h.

Preço de venda do livro: R$ 50,00 (promocional para lançamento)

Contatos: Gustavo Nolasco (99627-7379) e Leo Drumond (99137-7079)