Conheça o ImageCon - Conferência do Imaginário

Em Curitiba, mostra “Estado de Suspensão” explora sensações

A partir de 13 de dezembro, o Museu da Fotografia de Curitiba recebe a exposição “Estado de Suspensão”, mostra que reúne trabalhos da artista e fotógrafa paranaense Charly Techio, supervisora dos cursos de fotografia e artes visuais do Centro Europeu.

[media-credit name=”Charly Techio” align=”aligncenter” width=”800″]estado-de-suspensão-1[/media-credit]

A exibição fica em cartaz até o dia 12 de fevereiro de 2017 e é composta por produções realizadas a partir de 2013. Charly explora fotograficamente autorretratos e retratos associados a elementos como caveiras e animais. Os trabalhos se desdobram para além da fotografia, apresentando objetos e vídeos e criando um universo particular voltado a sensações e questões psicológicas, temáticas bastante recorrentes no trabalho da artista. “Fui a diversas construções abandondas, mas minha intenção era mostrar a sensação que o lugar causa e não o lugar em si. Por isso foi possível conectar lugares distintos através de sensações e formas de captura”, conta a fotógrafa a FHOX.

[media-credit name=”Charly Techio” align=”aligncenter” width=”800″]estado-de-suspensão-3[/media-credit]

A exposição é o resultado das visitas da fotógrafa a Berlim e a localidades como a Floresta Amazônica, locais explorados a partir de uma pesquisa relativa à sensação de melancolia e finitude que eles podem proporcionar. “Tenho estudado a utilização de elementos colocados nas fotografias há algum tempo, e para mim é uma forma de desviar a atenção do espaço em si, e direcionar para a sensação que ele passa ou que eu gostaria que passasse, claro que são lugares grandiosos, que carregam história, e isso também me interessa”, comenta Charly.

[media-credit name=”Charly Techio” align=”aligncenter” width=”800″]estado-de-suspensão-4[/media-credit]