Cursos e Palestras 2 anos atrás | Leo Saldanha

Escola de Negócios FHOX: onde você é o estudo de caso

FHOX conversa com Leo Saldanha sobre esse iniciativa inédita voltada para empreendedores da fotografia

por Revista FHOX

 

A Escola de Negócios FHOX ocorre no próximo dia 17 de fevereiro em São Paulo na FHOX. Mais do que um workshop ou curso, trata-se de um experiência de reposicionamento para quem busca caminhos e quer encontrar uma nova visão sobre o negócio da fotografia. A FHOX conversou com Leo Saldanha para saber mais sobre o projeto que transforma o participante em um estudo de caso.

O que é a Escola de Negócios FHOX? E por que a FHOX criou esse projeto?
Traz um propósito diferenciado. Prevendo a análise prévia do caso de cada participante. Mais do que isso, prevê ainda o debate sobre cada desafio e objetivos que os participantes buscam. O que queremos é transformar cada empreendedor em um estudo de caso. Na verdade o projeto vai continuar mesmo após o fim do nosso dia de imersão. Criamos a Escola de Negócios porque é natural para a empresa. Começamos como escola nos anos 80. E agora com o Cameraclub queremos estar cada vez mais próximos dos nossos clientes. Aliás, membros do Cameraclub pagam menos (bem menos) e quem se inscreve ganha automaticamente adesão a nossa faixa mais alta, a Premium. O Cameraclub é o primeiro programa de benefícios da fotografia brasileira. Com mais de 160 vantagens (descontos e inúmeras promoções) entre 2 mil produtos e serviços. Vale muito a pena. Não é à toa que já atingimos mais de 2500 membros em menos de 10 meses de clube. Criamos uma nova comunidade na fotografia…ela está só começando e a escola de negócios FHOX é parte disso.

 

Para quem é indicado?
Fotógrafos, donos de estúdio ou loja e empreendedores da fotografia. Considero indicado para quem já está no ramo faz algum tempo. Mas não é uma regra absoluta. A incerteza é um dos pontos mais complexos. Queda nas vendas e o que fazer para atrair e manter clientes. Mas isso é um clássico que ocorre mesmo em tempos normais. O que dizer então quando vivemos a pior crise da história do Brasil…a situação fica mais latente. Some a isso as transformações de comportamento e trocas tecnológicas (na fotografia). Nesse caso, o quadro fica ainda mais desafiador. Os profissionais reclamam de entrantes e de guerra de preços. Só que isso sempre foi um problema. Algo que ficou mais evidente agora.

Por que é tão difícil aliar fotografia e negócios?
Porque normalmente quem atua no ramo faz isso de forma instintiva e para muitos ainda envolve o aspecto artístico e questões de vaidade. Essa mistura não ajuda muito na hora de gerenciar os negócios. Sobretudo para fotógrafos é bastante desafiador porque é um trabalho solo. O profissional tem que fazer um pouco de tudo. E cuidar dos negócios é uma das tarefas mais importantes que muitas vezes acaba relegada ao segundo plano.

@aleruaroportrait @talentosevoce e @thedreamstudio participaram da Escola de Negócios Fhox! #fotografia #fhox

Uma publicação compartilhada por Fhox (@fhoxonline) em Jul 26, 2017 às 2:57 PDT

Muito se fala em marketing digital? Essa é a saída para aumentar as vendas?
Falar que é preciso estar lá e ter presença consistente nas redes sociais e internet é expressão de lugar comum. Assim como qualidade é básico, atuar no ambiente virtual de forma eficiente também deveria ser. O que ocorre é uma mudança acelerada de comportamento. Não é nem questão de marketing digital, mas sim de marketing digital para dispositivos móveis e em tempo real. Pensar e criar pensando nas telinhas é crucial. Medir, ajustar e sobretudo conseguir passar a autenticidade do seu trabalho. Vamos abordar isso e reavaliar a importância de aliar o marketing analógico com o digital. Para 2018, a Escola de Negócios FHOX vai abordar a importância do marketing 4.0. A junção entre o mundo físico e digital.

 

Por que a Escola de Negócios fará a diferença para o participante?
Porque vai além do dia do evento. Trata-se de um projeto mais abrangente que prevê acompanhamento e análise. Mais do que isso, vamos criar algo personalizado para cada negócio. Não dá para pensar em solução genérica para todo mundo. O tempo dos gurus e das receitas mágicas já era. Gurus estão fora de moda e a resposta é muito mais colaborativa. A missão é clara: encontrar a própria trilha de forma customizada. Esse é o objetivo. Na FHOX essa missão é constante. Fazemos isso no dia a dia por sermos muito mais do que uma revista. Somos uma central de inteligência da fotografia.

22221501_1479554432080337_9212324896873395255_n

Qual a pergunta que você mais ouve por aí?
Pararam de perguntar qual é a galinha dos ovos de ouro. Parece que as pessoas notaram que ela não existe mais. O que mais questionam é sobre o futuro e tecnologia. Conhecimento e autenticidade e trabalho pesado serão respostas para as novas demandas. Quem vai bem e se destaca aqui e lá fora tem identidade definida e atua de forma criativa nos negócios da fotografia. A verdade é que o conhecimento é importante, mas até ele ficou mais volátil. Antes uma habilidade ou competência tinha validade por 30 anos, hoje isso dura cinco anos e olhe lá. Isso vale para todos os negócios e não é diferente na fotografia.

Como foi a experiência de quem participou das turmas até aqui?
Foi fascinante para mim e espero que tenha sido assim também para os participantes. Tivemos a participação de perfis muito distintos. Fotógrafos de segmentos diversos como fotografia de família, festa infantil, autoral, formatura e casamento. Cada um precisa de respostas individuais e não dá para esperar que o que funciona para um vá funcionar para o outro. O que foi mais rico foi a possibilidade de troca entre eles. A conversa franca sobre os problemas e dicas que foram trocadas entre os próprios colegas. A FHOX mostra um caminho e tenta levantar questões importantes e apresentar respostas. Fizemos uma radiografia completa de acordo com a região e do mercado de cada negócio. O acompanhamento serve para ajustes e melhorias.

22228354_1684994328208428_8719567015562795110_n

Pode dar um exemplo?
Tive o retorno recente no exemplo de Carlos Henrique que é fotógrafo autoral e de famílias. Ele participou da primeira turma da Escola de Negócios. Carlos atua com a esposa e fotografa dois nos dois mercados de forma separada. Uma das coisas que debatemos é que ele poderia unir as duas coisas. Levar o projeto autoral para próximo dos ensaios. O resultado está abaixo nas fotos do novo produto de Carlos Henrique.

Quando será a próxima turma e como participar?
Será em São Paulo na sede da FHOX no dia 28 de novembro. Um dia inteiro de imersão. Membros do Cameraclub tem belos descontos e quem fizer a inscrição ganha na hora a adesão ao Cameraclub Pro. Mais informações: atendimento@fhox.com.br ou ligue 11-2344-0810. Obrigado e até lá. 

Escola de Negócios FHOX:
Onde: FHOX
Para quem é indicado: fotógrafos, donos de loja e estúdios e empreendedores da fotografia.
Duração: 1 dia e das 9:00 às 18:00.
Quando: 17 de fevereiro
Investimento: membro Cameraclub Premium com descontos especiais.
Bônus: inscritos que não forem membros ganham automaticamente adesão ao Cameraclub Pro.
Mais informações sobre a pauta do curso aqui: Escola de Negócios FHOX.
Mais detalhes: 11-2344-0810 ou atendimento@fhox.com.br ou leo@fhox.com.br