Conheça o Mercado FHOX! O marketplace especializado no mercado de fotografia e imagem!


Corredor Cultural da Av. Paulista

Em Comemoração ao Centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, 13 artistas contemporâneos prestam homenagem, com sua arte impressa em banners, aos artistas modernistas da semana de 22

As homenagens acontecerão na fachada do conjunto Nacional, corredor cultural da avenida Paulista – dia 01 de fevereiro de 2022. Curadoria: Vera Simões. A exposição segue até o dia 28 de fevereiro.

A Semana de Arte Moderna apresentou-se como a primeira manifestação coletiva pública na história cultural brasileira em prol de um espírito novo e moderno, opondo-se à cultura e à arte de teor conservador, predominantes no país desde o século XIX. Inserida nas festividades em comemoração ao Centenário da *INDEPENDÊNCIA DO BRASIL EM 1922*, para a comemoração do Centenário da Semana de Arte Moderna de 22, a curadora Vera Simões da Galeria VerArte convida 13 artistas visuais.

Quanto a exposição na Fachada do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista: Serão produzidos 13 banners com uma obra de cada artista (cada banner tem a dimensão de 7 m de altura por 4 m de comprimento). Cada convidado terá como referência “UM MODERNISTA” – Será prestada uma homenagem através de suas próprias linguagens visuais.

O 14° banner, este central, apresentará o título da Exposição. A Exposição terá a durabilidade no mês de fevereiro de 2022.Artistas participantes em ordem alfabética:

Antonietta Tordino – A artista faz parte do Grupo Santa Helena, que surgiu após a Semana de 22. Considerada memória viva da Arte, Antonietta criou o sindicato dos artistas plásticos do Brasil.

Dóris Geraldi – A escultora trabalha o corpo humano, sobretudo, o feminino. Fará sua homenagem a Victor Brecheret (obra referência: Bailarinas). Dóris fundou e dirige o projeto Social Eflorescer – localizado na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Atende 350 crianças.


Fernanda Fernandes – A fotógrafa faz homenagem a Tarsila do Amaral. Registrou pela tela do celular a Exposição sobre Tarsila, no MoMa – em Nova York. Além do registro fotográfico, após 100 anos de história, temos um comparativo histórico.


Gaby Alves – A artista visual trabalha a fotografia e o bordado em sua homenagem a Anita Mafaltti, marcando sua linguagem com agulha e linha.

Leila Lagonegro – A pintora faz homenagem ao pintor modernista John Graz. No seu comparativo, ilustra a vida cotidiana.

Malu Mesquita – A fotógrafa registrou uma das casas do arquiteto e artista Flávio de Carvalho, no interior de SP (Valinhos). Trabalhou as perspectivas e os elementos do tempo.

Máximo Hernandez – O fotógrafo registrou um dos ângulos do Theatro Municipal de São Paulo, que abrigou a Semana de Arte Moderna de 1922.  “Onde tudo começou”.

Patrícia Lopes – Concretiza o olhar sobre Di Cavalcanti, apropriando-se de partes, figuras e elementos de sua obra, desconstruindo a composição figurativa e reconstruindo-a, através de um novo recorte de vida contemporânea. Rose Rossetti – A escultora apresenta sua interpretação da obra ‘Abaporu’, de Tarsila do Amaral. Tarsila é uma das maiores pintoras brasileiras.

Silvana LaCreta Ravena – A pintora faz homenagem a Lasar Segall, trabalhando cores em movimento orgânico.Vera Pimenta – Pintora, faz homenagem a obra de Di Cavalcanti, com atenção a paixão que tinha pelas mulheres brasileiras e a sensualidade tropical em todos os elementos que usa em sua obra.
Zetti Neuhaus – Escultora que faz homenagem a Maria Martins, na linguagem dos fios que compõem formas.

Zina Kossoy – Fotógrafa, faz homenagem a Victor Brecheret, registrando suas esculturas. “Tenho disponibilidade e interesse em fornecer maiores informações e composições que possam viabilizar todo o projeto expositivo em comemoração ao centenário da semana de arte moderna de 1922” (Kossoy, Zina).Eduardo Manzano – Arquiteto responsável www.emdastudio.com.

Data da abertura: 1 de fevereiro de 2022

Onde? Os espaços escolhidos para sediarem a Exposição são de extrema importância para a cidade de São Paulo, com caráter histórico, artístico e cultural. 

A Exposição acontecerá na Fachada do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista. Segue o mesmo tema também no Metrô de São Paulo – Estação Paulista, na Avenida Consolação e na Estação clinicas do metro de São Paulo.

Seguirá ainda na Galeria VerArte – bairro de Santa Cecília em São Paulo, com as obras presenciais. 
 

Serviço:

Realização Vera Simões

www.galeriaverarte.com.br