Conheça o Mercado FHOX! O marketplace especializado no mercado de fotografia e imagem!


Black Soul, a Alma Preta real e contemporânea de Salvador pelas lentes de Glauber Bassi

Glauber Bassi

Curadoria de Denise Camargo, vernissage dia 3 de maio em São Paulo

Glauber Bassi, fotógrafo de moda radicado em Milão há 25anos, cidade onde construiu sólida carreira internacional  atuando para publicações referenciais  da área, entre elas Vogue e Haarper´s Bazaar, está no Brasil para apresentar seunovo trabalho, Black Soul, na definição dele, realizar o ensaio foi um mergulho em intensidades: “não se trata apenas de fotografia de moda, mas sim de uma homenagem a alma preta de Salvador”.

Glauber Bassi

A exposição foi concebida por Carlos Cruz, modelo internacional conhecido na cena underground da capital baiana como “rei da favela”, que também assina a direção artística do projeto idealizado com o objetivo de dar destaque e oportunidades aos seus pares, abrindo, com o fotógrafo, um espaço de debate e diálogo para as questões latentes do racismo estrutural e da diversidade na capital baiana. No texto curatorial do catálogo da exposição, Denise Camargo traça uma linha, um casamento entre o desejo de Carlos de dar um lugar a toda a sua gente pobre, gorda, homossexual,travesti, agênero, ancestral, preta, com a fotografia de Glauber Bassi.

Glauber Bassi

Assim, Black Soul valoriza modelos sub-representados na cultura da moda brasileira e inclui alguns elementos afros potentes na cena, como a palha da costa e o grafismo étnico, ilustrados na foto que abre o release, onde as cores e a tradição de esconder a face dos reis africanos reinterpretam simbologias. As fotos foram produzidas no final de 2021, em pontos icônicos da cidade como o Pelourinho, Santo Antônio e Gamboa, com modelos vindos de projetos sociais, além do corpo de dança do Grupo Bahia Axé que traz a força e beleza da cultura do candomblé enraizada no povo soteropolitano.

Serviço: Exposição fotográfica BLACK SOUL de Glauber Bassi
Quando: Abertura para convidados:dia 3 de maio, das 17h às 21h.
Visitação: de 4 de maio a 3 de junho, de segunda a sexta, das 9h30 às 18h30, sábados, das 10h30 às 14, fechado aos domingos.
Local: Galeria Roberto Camasmie
R. Bela Cintra, 1992 – Jardins, São Paulo, capital.
Telefone para informações: 11 3062.5288