Exposições 3 anos atrás | Redação

2º BC Foto Festival apresenta exposições de Betinha Trevisan e Valdemir Cunha

Os fotógrafos expõem "Água" e "Sobre árvores secas e árvores mortas", respectivamente

por Revista FHOX

BC-Foto-Festival-Reentrancias-Maranhenses

A Galeria Municipal de Artes de Balneário Camboriú recebe duas exposições dedicadas à fotografia dentro da programação do 2º Balneário Camboriú Foto Festival. As mostras ficam abertas para visitação de 18 a 21 de agosto, das 13h às 19h.

Uma delas é a “Água”, do fotógrafo Valdemir Cunha. As fotos que compõe a exposição foram feitas ao longo de cinco anos e retratam várias regiões do Brasil. Além da alta qualidade estética das suas imagens, a mostra serve de alerta para o uso inadequado dos recursos hídricos. A exposição é parte do livro Água, dividido em dois capítulos. O primeiro, com texto do jornalista Xavier Bartaburu, traça o panorama atual da situação da água no Brasil e situa o país no contexto mundial e histórico. O segundo apresenta um vasto ensaio fotográfico produzido por Cunha ao longo dos últimos cinco anos.

BC-Foto-Festival-1

A outra exposição é “Sobre árvores secas e árvores mortas”, de Betinha Trevisan. Na série são apresentadas imagens fotográficas impressas em pigmento mineral e que receberam intervenção em pintura, tornando-se cópias únicas. O trabalho nasceu da observação do contraste e da transformação da paisagem, onde a vegetação transborda vida e morte. O conceito se funda na possibilidade de criar a potência da vida e burlar a morte.

foto_valdemir1

Sobre Valdemir Cunha

Valdemir Cunha nasceu em São Paulo em 1966. Cursou jornalismo na Cásper Líbero e começou na fotografia em 1986. Trabalhou durante seis anos na Abril, como editor de fotografia das revistas Terra e Viagem & Turismo. Viajou por mais de 80 países produzindo imagens para aquelas revistas e outros títulos da editora. Conquistou várias premiações de fotografia, entre eles três prêmios Abril. De 2001 a 2009, foi responsável pelo departamento de fotografia da Editora Peixes.

 

betinhaSobre Betinha Trevisan

Betinha Trevisan é artista visual em atividade desde o início dos anos 80, quando ingressou no Curso de Desenho e Plástica da Universidade Federal de Santa Maria /RS. Em 1985, mudou-se para Florianópolis, onde desenvolve pesquisas e realiza trabalhos em diversas técnicas e segmentos das artes como pintura a óleo, desenho, gravura, aquarela, pintura em objetos, estamparia, ilustração, entre outros. Realizou sua primeira mostra individual de pinturas em 1989. Participou de salões e exposições coletivas, além de várias individuais pelo Brasil, EUA, França e Argentina. Atualmente sua pesquisa está voltada para a relação da pintura sobre fotografia.

 

Serviço

O que
2º Balneário Camboriú Foto Festival
Quanto
Gratuito
Onde

Teatro Bruno Nitz, Galeria Municipal de Arte de Balneário Camboriú e SESC, além de outros pontos da cidade

Quando

18 a 21 de agosto

As informações acima são de responsabilidade do estabelecimento e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.